Gado Holandês

Por Débora Carvalho Meldau
Pouco se conhece sobre a origem da raça Holandesa. Há afirmações que a domesticação desta raça de gado data de 2000 anos a.C. nas terras planas e pantanosas da Holanda setentrional e da Frisa (Países Baixos) e também, na Frisa Oriental (Alemanha). Não se sabe ao certo quando a raça foi introduzida no Brasil, presume-se que o gado holandês tenha sido trazido ao país nos anos de 1530 a 1535.

Esta raça é criada com a finalidade de exploração leiteira na Holanda. Apresenta três variedades: Frisia, Grominga e a variedade Mosa, Reno e Yessel. São criadas no Brasil a Frísia (preto e branco) e a Mosa, Reno e Yessel (vermelho e branco).

gado holandes

A variedade frísia é, sem dúvida, a mais importante e a preferida dos criadores de diferentes países. Dependendo do país, recebe nomes diferentes; nos Estados Unidos é conhecida como Holstein Frisian , já na Inglaterra recebe o nome de British Holstein. No nosso país, é conhecida como raça Holandesa preto e branco, sendo a de maior produção leiteira e de maior disseminação no Brasil.

Esta é uma raça onde os animais possuem um porte grande e apresentam as seguintes características raciais:

  • Pelagem: da variedade Frísia é malhada de branco e preto, com separação nítida entre as duas cores, sendo que em alguns animais predomina a cor preta e em outros, a branca. Já na variedade Mosa, Reno e Yessel a pelagem é vermelha e branca, com predominância da cor vermelha no pescoço e cauda, e da cor branca no ventre, úbere e vassoura da cauda.
  • Cabeça: cabeça mediana, larga e perfil subcôncavo, sendo mais comprida e mais estreita nas fêmeas; olhos são grandes e salientes; orelhas médias e finas, mandíbulas fortes, chifres brancos dirigidos para cima e para baixo.
  • Pescoço: longo e delgado se juntando suavemente na linha superior do ombro, sendo comprido e delicado nas fêmeas e musculoso e vigoroso nos machos.
  • Corpo: bastante desenvolvido, comprido e largo; costelas arqueadas e compridas; dorso largo e reto; garupa curta e ancas largas; nádegas arredondadas e cauda curta e bem inserida; úbere simétrico, bem desenvolvido com irrigação sangüínea abundante e coberto por pele macia; as tetas são separadas e de bom tamanho.

Fontes:
http://www.gadoholandes.com.br/aracaholandesa.htm
http://www.bichoonline.com.br/racas/bovino/holandesa.htm
http://gadoholandes.com/2009/index.php?pagina=gado