Gado Shorthorn

Por Débora Carvalho Meldau
Os animais da raça Shorthorn são originários da parte Centro-Oeste da Inglaterra. O desenvolvimento mais importante dessa raça se deu no Vale do Rio Tees, que se encontra com o condado de Durham e York.

Muitos criadores ingleses participaram ativamente na formação dessa raça. O Shorthorn formado na Inglaterra foi exportado e melhorado na Escócia e nos Estados Unidos. Ao difundir-se por todo o mundo o gado Shorthorn escocês melhorado, foi amplamente espalhado nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e outros países.

Características raciais

Os animais desta raça são de grande porte. A pelagem preferida pelos criadores é a de coloração avermelhada, no entanto, ainda são muito freqüentes as cores brancas e rosinlhas, esta última é sempre considerada como uma cor muito adequada para a raça, especialmente a tonalidade escura. Esta raça, além de três cores correntes (vermelha, branca e rosilha), pode ter a pelagem manchada, ou apresentar áreas bem definidas de cores vermelha e branca. Os pêlos são abundantes, macios, longo e, às vezes, ondulados. A pele é clara, com o espelho nasal e as pálpebras róseos.

Os machos devem possuir uma cabeça curta e volumosa, afinando logo abaixo dos olhos; os chifres são curtos, curvados para dentro e para baixo; as orelhas são finas e de tamanho médio; os olhos são proeminentes. A cabeça da fêmea fixa-se suavemente nas espáduas nas espáduas e se mantém elevada e com estilo; os chifres são ligeiramente mais finos e mais curvados do que nos machos.

O pescoço é curto, forte e bem implantado no tórax; possui barbela de tamanho reduzido.

O corpo é amplo, compacto, com boa cobertura de musculatura e boa conformação; o tórax é profundo e reto em suas linhas superiores; os quartos traseiros são amplos e profundos; a garupa é comprida, larga e horizontal; as nádegas são arredondadas e bem desenvolvidas; o úbere apresenta-se amplo sugerindo possibilidade de produção leiteira.

Aptidão

Esta raça é altamente especializada na produção de carne. No entanto, na Inglaterra e na Escócia existem criadores que utilizam o Shorthorn para a produção leiteira.

Adaptação

Esta raça possui dificuldade de adaptação ao clima tropical, ao parasitismo (tanto endo quanto ectoparasitas) e ao regime de pasto extensivo.

Fontes:
http://www.vetorial.net/~shorthorn/mundo.htm
http://www.dzo.ufla.br/ca/informacoes/Bovinos/SHORTORN.htm
http://www.pecuariabrasil.com/conteudo.php?areaid=127&id=524
http://www.gov.mb.ca/agriculture/livestock/beef/shorthorn4.html