Lambari

Por Marcelo Oliveira
O lambari é um peixe com mais de 300 espécies conhecidas no Brasil, como a piaba, o tambuí e o lambari-guaçú. De porte pequeno, este representante do gênero Astyanax tem o seu tamanho variando entre 10 e 20 cm, com corpo prateado e nadadeiras coloridas, cujos tons variam de espécie para espécie. Também conhecido popularmente como a Sardinha de água doce, o lambari possui um corpo robusto alongado, com boca pequena e uma verocidade enorme. A maior espécie é o lambari-guaçú, com seus 20cm de comprimento.

Lambari
Lambari
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Characiformes
Família: Characidae
Gênero: Astyanax

Pertencente à família Characidae, o lambari é encontrado em rios, lagoas, córregos e represas do Brasil. A Characidae é a maior das famílias da ordem Characiformes, e contém 65% das espécies da ordem, distribuídas em 12 subfamílias, 167 gêneros e 980 espécies, totalizando 21% de toda a ictiofauna  neotropical.

Uma característica peculiar da Characidae é que a maior parte de suas espécies, cerca de 86%, são de porte pequeno e não alcançam um comprimento de 15cm, sendo que deste grupo 96% habita pequenos corpos d’água.

Onívoro, o lambari se alimenta de flores, frutos, sementes, pequenos crustáceos, insetos e detritos, um banquete encontrado às margens de seu habitat natural. Essa base alimentar dos lambaris é usada na escolha de iscas pelos pescadores, que utilizam larvas de cupim, minhocas e massa de farinha de milho, por exemplos, assim como as iscas artificais do tipo moscas de fly e spinners tamanho zero.  O lambari é considerado, graças ao seu cardápio variado, que também inclui a desova de peixes maiores; o maior predador dos rios.

Apesar de ser considerado uma iguaria saborosa, o lambari também é utilizado como isca para peixes maiores, que junto com as aves, são seus predadores naturais. Sua reprodução acontece, geralmente, com a desova em capim alagado ou em várzeas, em que haja alguma correnteza. A época escolhida para a procriação é a primavera, desovando nas poças d'águas formadas pelas chuvas às margens dos rios. É considerada uma das espécies com maior poder de multiplicação na natureza.

O lambari, mesmo com a vasta galeria de nomes populares que recebe por todo o território nacional, é uma das paixões dos aficionados pela pesca. Talvez isso ocorra devido ao fato de que muitos destes pescadores tiveram no lambari seu primeiro peixe fisgado. Esses animais também são cobiçados pelo mercado de peixes ornamentais. Devido ao rico colorido, algumas espécies são bastante valorizadas neste mercado.

Na maioria das vezes, os lambaris são encontrados em águas rasas, em busca de algum alimento trazido pela correnteza, ou, durante as épocas de cheia, em matas inundadas.

Fontes:
http://eptv.globo.com/terradagente/0,0,2,156;5,lambari.aspx . Acesso em 06 de março de 2010
http://pesca-cia.uol.com.br/peixes-do-brasil/agua-doce.aspx?c=251 . Acesso em 06 de março de 2010
http://www.litoralsulvirtual.com.br/litoralsul_mares_peixes_aguadoce.htm . Acesso em 06 de março de 2010