Tainha

A tainha é um peixe que integra uma família conhecida como mugilídeo. Este animal aquático está disseminado por todo o Planeta; a maioria pode ser inserida no gênero Mugil, mas outros gêneros também se enquadram nesta categoria. Ele pode ser encontrado principalmente em litorais de clima temperado e tropical, mas alguns vivem igualmente em águas doces.

Este peixe se destaca nos estuários brasileiros, partes de um rio que estão próximas de sua foz no mar, onde a água doce se confunde com a salgada. Largamente utilizado na gastronomia humana desde a época dos imperadores romanos, comum na cozinha do Mediterrâneo, ele é um animal muito visado pelos pescadores. Além do mais, é incrivelmente esportivo, devido a sua intensa velocidade e sua proximidade da porção superior das águas, por essa razão é considerado o maior da espécie nas disputas de pesca apeada marítima, também realizada, em alguns pontos, na água doce.

Para sua pesca é preciso usar fios muito delegados e iscas bem discretas, que realmente estimule este peixe a sair de sua postura normalmente receosa. Com certeza quem o desafia presenciará lutas de uma beleza sem par. O principal prato da refeição da tainha é, sem dúvida, a alga, mas é possível capturá-la utilizando miolo de pão como isca.

Como sua boca é pequena, é necessário escolher anzóis número 12 ou 14. Outro artefato essencial na sua pesca é a bóia, produzida exclusivamente para apanhar a tainha. Na bagagem do pescador deste peixe não podem faltar uma vara para fios de 8 a 20Lbs, e carretéis que suportem cerca de 100m de linha de 0,30mm de diâmetro.

A família da tainha engloba mais ou menos 80 espécies, distribuídas em 17 gêneros. Além das algas, ela consome vermes e resíduos que retira das camadas subaquáticas. Ela se desenvolve durante três anos, quando finalmente o macho alcança a idade sexual, enquanto as fêmeas levam quatro anos para atingir a mesma etapa. Seu período reprodutor acontece no espaço que se desenrola entre julho e novembro.

A tainha ocupa lugares como costas repletas de rochas, manguezais e praias. O inverno é o melhor momento para sua pesca, exatamente quando estes peixes se reproduzem. Nos dias em que o sol brilha intensamente, eles buscam as sombras das árvores nos manguezais. Embora seja muito procurado, ele é visto como um alimento de segunda categoria, por esta razão não é preciso dispor de um alto valor monetário para adquiri-lo. Este animal pode alcançar o peso de sete quilos; é mais fácil encontrá-lo em baías e águas estagnadas.

Fontes:
http://www.ilhadomelonline.com.br/sao_pedro_e_nossa_senhora_do_rocio.htm
http://parisaramahiti.kar.nic.in/fish/m215.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tainha
http://www.pica-peixe.web.pt/html/tainha.html
http://www.pesca.tur.br/peixes/agua-salgada/tainha/

Arquivado em: Peixes