Lamiaceae

Por Marilia Araujo
Lamiaceae é uma família de plantas que contém, aproximadamente, 258 gêneros e 7193 espécies. Só o Brasil é detentor de 23 dos 258 gêneros e 232 das 7193 espécies, uma biodiversidade respeitável. São cosmopolitas, podendo se apresentar sob a forma de ervas, arbustos ou árvores. Uma característica marcante desta família vegetal é o aroma que possui.

Lamiaceae
Lamiaceae
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae

Economicamente, a utilização das lamiáceas é muito difundida e importante. O aroma que tem é um sinalizador de que possuem algo bem precioso, vantajoso financeiramente: óleos essenciais. Estes são extraídos e usados na confecção de perfumes (como no caso da Alfazema, por exemplo), na culinária (como o orégano, tomilho, manjericão, etc) ou ainda como chás (ou outros compostos) medicinais como, por exemplo, o chá de hortelã. Não é por acaso que esta família é conhecida mundialmente como “Família Menta” (ou família de hortelã).

Todas as suas qualidades citadas anteriormente já seriam motivo suficiente para justificar o alto cultivo que essas plantas tem, mas ainda são fáceis de plantar e colher, o que torna sua usuabilidade muito mais atraente.

Outro uso econômico bem interessante é o paisagismo natural. Em alta nos dias de hoje, onde o aquecimento global é o principal assunto preocupante das massas, é fácil entender o porquê de muitas pessoas estarem se tornando adeptas desta forma de paisagismo (deixando de lado as flores de plástico, antes tão usadas). Quando o homem se aproxima de uma maneira delicada da natureza é como se quisesse reparar, ainda que minimamente, os danos que causa à ela.

Um exemplar muito querido pelos adeptos do paisagismo natural, é a espécie Salvia splendens (mostrada acima). Esta espécie é tropical e precisa de cuidados como qualquer outra, mas é de fácil manuseio. Em climas um pouco mais frios ela gosta de sol intenso (quando houver). Se os dias são mais quentes, uma sombra vai bem, por quão delicadas são. Não resistem em climas extremos (nem muito frio, nem quente demais).

Morfologicamente, as Lamiaceae apresentam folhas do tipo simples, que podem estar dispostas de maneira oposta ou verticilarmente. O limbo às vezes está inteiro, outras vezes pode se apresentar dentado ou partido, mas todos tem pêlos que são responsáveis pela secreção dos aromas característicos desta família. Já as flores não tem um tamanho definido, são facilmente percebidas mesmo por olhares desatentos, graças ao seu viço e suas cores chamativas. Os frutos, por sua vez, são secos (esquizocárpicos ou drupa) e as sementes não tem quase nada de endosperma.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Lamiaceae
http://aggie-horticulture.tamu.edu/PLANTanswers/00promotions/salvia/salvia.html