Alomorfia

Por Ana Paula de Araújo
De acordo com o dicionário, alomorfia significa ‘passagem de uma forma para outra diferente, metamorfose’. Sendo assim, quando há alomorfia existe uma mudança apenas na forma, porém conserva-se função e significado daquele fonema. A alomorfia é a mudança na forma de um morfema.

Para entendermos melhor, vejamos as ocorrências do prefixo IN-: infeliz, incomum, indubitável, inconstante, etc. Percebemos que em todos os casos o fonema tem a mesma função, a de negar o significado da palavra que vem em seguida a ele. Acontece, porém, que também temos as palavras imoral, ilegal, ilícito, irrepreensível, às quais é acrescido o prefixo I-, que tem exatamente o mesmo significado que IN. Não é coincidência. Neste caso, o prefixo IN sofreu uma alomorfia, uma mudança de forma, e pode ser identificado através de dois ALOMORFES: IN e I.

Alomorfes são, portanto, as diferentes formas que um mesmo morfema pode adquirir ao sofrer o processo de alomorfia. Esta mobilidade, este processo de mutação constante na língua ocorre por conta de uma das suas principais características: o dinamismo da língua. Como ela não é parada, estática, vemos muitas mudanças ocorrerem todos os dias, cada vez que alguém cria uma palavra ou expressão nova, ou cada vez que utiliza de maneira inusitada aquela palavra comum, à qual todos já estão acostumados.

Esse processo não é novo e nem exclusivo dos morfemas. Assim como acontece na MORFOLOGIA, também acontece na FONOLOGIA, um processo idêntico, porém envolvendo os sons das palavras, os FONEMAS.  Quando um mesmo fonema aparece com dois sons diferentes, dizemos que ele sofreu uma ALOFONIA, e cada um dos sons que ele assume é, pois, chamado de ALOFONE.