Figuras de pensamento

Por Emerson Santiago
São conhecidas pelo nome de figuras de pensamento os recursos estilísticos utilizados para incrementar o significado das palavras no seu aspecto semântico.
São oito as figuras de pensamento:

1) Antítese

É a aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos. O contraste que se estabelece serve, para dar uma ênfase aos conceitos envolvidos, o que não ocorreria com a exposição isolada dos mesmos.

Exemplos:

Viverei para sempre ou morrerei tentando.

Do riso se fez o pranto.

Hoje fez sol, ontem, porém, choveu muito.

2) Apóstrofe

É assim denominada o chamamento do receptor da mensagem, seja ele de natureza imaginária ou não. É utilizada para dar ênfase à expressão e realiza-se por meio do vocativo.

Exemplos:

Deus! Ó Deus! Onde estás que não respondes?

Pai Nosso, que estais no céu;

Ó meu querido Santo António;

3) Paradoxo

É uma proposição aparentemente absurda, resultante da união de idéias que se contradizem referindo-se ao mesmo termo. Os paradoxos viciosos são denominados Oxímoros (ou oximoron).

Exemplos:

"Menino do Rio / Calor que provoca arrepio..."

"Amor é fogo que arde sem se ver; / É ferida que dói e não se sente; / É um contentamento descontente; / É dor que desatina sem doer;" (Camões)

4) Eufemismo

Consiste em empregar uma expressão mais suave, mais nobre ou menos agressiva, para atenuar uma verdade tida como penosa, desagradável ou chocante.

Exemplos:

"E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir Deus lhe pague". (Chico Buarque).

paz derradeira = morte

5) Gradação

Na gradação temos uma sequência de palavras que intensificam a mesma ideia.

Exemplo:

"Aqui... além... mais longe por onde eu movo o passo." (Castro Alves).

6) Hipérbole

É a expressão intencionalmente exagerada com o intuito de realçar uma ideia, proporcionando uma imagem emocionante e de impacto.

Exemplos:

“Faz umas dez horas que essa menina penteia esse cabelo”.

Ele morreu de tanto rir.

7) Ironia

Ocorre ironia quando, pelo contexto, pela entonação, pela contradição de termos, se pretende questionar certo tipo de pensamento. A intenção é depreciativa ou sarcástica.

Exemplos:

Parece um anjinho aquele menino, briga com todos que estão por perto.

"Moça linda, bem tratada, / três séculos de família, / burra como uma porta: / um amor." (Mário de Andrade).

8) Prosopopeia ou Personificação

Consiste na atribuição de ações, qualidades ou características humanas a seres não humanos.

Exemplos:

Chora, viola.

A morte mostrou sua face mais sinistra.

O morro dos ventos uivantes.

Bibliografia:
Figuras de pensamento. Disponível em: <http://www.soportugues.com.br/secoes/estil/estil5.php >.
Aulas de Português - Figuras de pensamento. Disponível em: < http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/figuras-de-pensamento >.