Parênteses

Os sinais de pontuação da língua portuguesa são utilizados para melhorar a compreensão do texto escrito. Um deles, e que causa algumas dúvidas em muitas pessoas, é o parênteses, ou os parênteses (já que são utilizados sempre em par).

Utilizamos os parênteses nos seguintes casos:

a) para fazer um comentário ou explicação a respeito do que se escreve:

O Pedro (aquele que conhecemos no cinema) fará aniversário hoje!

O presidente da república (que na época era Fernando Henrique Cardoso) aprovou o decreto.

b) Indicar informações bibliográficas, como: o autor, o nome da obra, o ano de publicação, a cidade, a página, etc.:

"Dos diversos instrumentos utilizados pelo homem, o mais espetacular é sem dúvida, o livro. Os demais são extensões de sua visão; o telefone é a extensão de sua voz; em seguida, temos o arado e a espada, extensões de seu braço. O livro, porém, é outra coisa: o livro é uma extensão da memória e da imaginação" (Jorge Luís Borges. O livro. Humanidades, Brasília : Universidade de Brasília, v.1, nº 1, p. 15, Out./dez. 1982 ).

 

c) em roteiros teatrais, explicita as ações das personagens:

João – Onde você estava?
Maria – Na padaria. Fui comprar um sonho para você.
João – Hum...que delícia...mas meu maior sonho eu já tenho: você!
(Saem abraçados pela direita)

d) delimita intercalações dentro de um período.

São Paulo (maior cidade do Brasil) é uma metrópole de contrastes.

e) Delimitar o período de vida de uma pessoa.

Carlos Drummond de Andrade (1902 – 1986).

f) Indicar possibilidades alternativas de leitura.

Prezado(a) usuário(a).

OBS: O sinal de pontuação pode ficar interno aos parênteses ou externo, conforme o caso. Fica interno quando há uma frase completa contida nos parênteses.

Exemplos:

Eu suponho (E tudo leva a crer que sim.) que o caso está encerrado.

Vamos confiar (Por que não?) que cumpriremos a meta.

Caso contrário, não há necessidade de se colocar o sinal de pontuação dentro do parêntese, pois ele pertence à frase que está fora.

O rali começou em Lisboa (Portugal) e terminou em Dacar (Senegal).

Fontes:
http://www.radames.manosso.nom.br/gramatica/ortografia/parenteses.htm

Arquivado em: Português