Antropólogo

Por Fernando Rebouças
Muitos estudiosos defendem a teoria que a Antropologia surgiu depois da revolução iluminista, outros defendem que a mesma tenha surgido na época da Antigüidade Clássica. Até o século XVIII, o conhecimento antropológico contribui no trabalho de escritores, viajantes, soldados, missionários, comerciantes e aventureiros curiosos que vivenciaram a relação entre os povos.

A Antropologia Biológica e Física que se concentra no estudo da adaptabilidade humana e no conceito de evolução darwinista é um dos tópicos que compõe a ciência. Há também a Antropologia Cultural, que teria nascido na Antigüidade Clássica com forma de discutir e conhecer o traço sócio-cultural do ser humano.

Nesta ciência de estudo o antropólogo é o profissional que pesquisa, estuda e discute o “homem”, suas interferências na sociedade e no meio. O ser humano é estudado como um ser biológico, social e cultural, posto em aspectos sociais, políticos e culturais.

O antropólogo precisa ter visão analítica, expressão de síntese sobre idéias, senso de observação, espírito investigativo, ser comunicativo, facilidade de interpretação e grande interesse pelas ciências sociais.

É necessário fazer curso superior em graduação de Antropologia, onde estudará ciências sociais, antropologia clássica, etnologia, culturas diversas e questões sócio-políticas. O mercado de trabalho para o antropólogo está vinculado à docência em faculdade, escolas de ensino médio, ong´s, instituições governamentais e de pesquisa.