Artista Plástico

Por Paula Perin dos Santos
Ele é visto como talentoso, sensível e criativo. Curioso, gosta de pesquisar e é perseverante em tarefas difíceis. Esse é o perfil dos artistas plásticos, conhecido por serem habilidosos em criar obras de arte nas mais diversas modalidades: pinturas, gravuras, colagens, desenhos, esculturas, instalações ou projetos multimídia.

Boa parte dos artistas plásticos é autodidata, mas as graduações e especializações existem para aqueles que desejam trabalhar nesta área. Um licenciado pode atuar no Ensino Fundamental e Médio. Para lecionar em universidades é necessário ter cursado pós-graduação.

O grande desafio do artista plástico é expor suas obras em galerias e museus e ter seu trabalho valorizado diante do público. As galerias cobram muito caro. Apesar de as obras brasileiras serem bem recebidas no exterior, as taxas alfandegárias são altíssimas, o que demanda um capital específico antes mesmo da apresentação do trabalho.

Para se dar bem nesta área, é desejável aptidão para o desenho. É importante também a fluência noutros idiomas, pois é essencial para o artista plástico conhecer outras culturas. Além disso, a maior parte dos livros de estudo está em inglês, francês e espanhol.

O curso dura em média quatro anos e, além do vestibular, o candidato precisa passar por um teste de habilidade específica. A graduação possui disciplinas como História da Arte, Filosofia, Estética, Comunicação. O antigo curso de “Educação Artística”, agora chamado “Artes Visuais”, possui disciplinas como metodologia do ensino e didática. Certos cursos oferecem algumas habilitações específicas, como escultura, cerâmica e pintura, além da inclusão de oficinas complementares. Exige-se uma monografia para concluir o curso.

São áreas de atuação deste profissional: a organização de exposições, restauração de peças, o trabalho em ateliês, galerias e museus. O mercado encontra-se restrito e pequeno, devido à dificuldade de se expor e vender obras. Existem oportunidades na TV (propaganda), teatro, em editoras (ilustrações e capas de livros), na moda e no carnaval. A curadoria de exposições em centros culturais vem ganhando espaço no mercado.

Os salários variam muito. Como a profissão não é regulamentada, o preço das obras e do trabalho do artista é definido por ele e pelo mercado. Para lecionar em faculdades, a hora aula é cerca de R$35. Na produção de exposições e na escola, o salário inicial gira em torno de R$1mil.

Fontes
DAHER, Valquíria. Guia Megazine de Profissões. Rio de Janeiro, Ediouro, O Globo, 2007, p. 20-1.

INTERNET

http://www.algosobre.com.br/guia-de-profissoes/artes-plasticas.html
http://www.vestibular.brasilescola.com/guia-de-profissoes/artes-plasticas.htm