Contador

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

O Contabilista, antes conhecido como Contador, é o profissional responsável pela parte financeira. Através da manipulação de números, o Contabilista elabora balanços, fechamentos, demonstrativos financeiros, dividendos, cálculo de juros, orçamentos e demais informações que estejam relacionadas ao capital ativo ou passivo das organizações. É um trabalho minucioso que exige atenção e dedicação, além de aptidão para números e cálculos.

Para exercer a profissão existem duas formações disponíveis.

É necessário cursar o bacharelado em Ciências Contábeis oferecido por instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), com duração média de 4 anos.

Foto: Nonwarit / Shutterstock.com

A matriz curricular contempla estudos profundos nas áreas teóricas e práticas da Contabilidade. Matemática, Economia, Direito e Teoria Contábil são algumas disciplinas que fazem parte do currículo.

Ou então é preciso cursar o nível Técnico em Contabilidade, com duração de 800 horas. O curso capacita para as rotinas pertinentes à área, mas impõe alguns limites ao profissional: não estará habilitado a realizar pericias judiciais e extrajudiciais, revisão de balanços e auditorias. Após a formação em nível superior ou técnico, é obrigatório efetuar o registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC), tornando-se um Contabilista ativo.

E pensando nas multinacionais que estão em nosso país, também é importante que o profissional tenha conhecimentos em algum idioma como inglês ou espanhol.

Suas atividades envolvem tudo relacionado à lógica contábil e ao cenário econômico de uma organização: identificação e análise de dados financeiros, fluxo de caixa, capital de giro, cálculos, taxas, impactos patrimoniais, registro junto aos órgãos do governo, alvará de funcionamento, salários, projeções, lucros, empréstimos, multas e legislação tributária. Para embasar todas essas análises, tem contato com direto com apólices, guias de recolhimento, contratos e planilhas, entre outros documentos. Uma tarefa muito importante que o Contabilista executa mensalmente é a emissão do SPED fiscal (Sistema Público de Escrituração Digital). A Receita Federal exige que esse documento digital reúna informações de escrituração fiscal, contábil e notas fiscais eletrônicas; a serem submetidas mensalmente ao programa validador.

O mercado de trabalho oferece muitas oportunidades em empresas de todos os portes e segmentos. Lembrando que a profissão não se restringe apenas ao mundo empresarial, tendo espaço junto ao ramo de seguros, investimentos, controladoria, perícias e auditorias. Também é possível atuar em regime autônomo, fazendo a contabilidade de terceiros ou prestando consultorias contábeis diversas.

Em qualquer modalidade mencionada, a profissão se faz imprescindível, pois nenhuma decisão de negócios é tomada antes de um levantamento detalhado das exigências contábeis. Apenas o Contabilista está legalmente qualificado para mensurar essas informações com exatidão, aplicando suas técnicas e analisando a viabilidade econômica.

Arquivado em: Contabilidade, Profissões