Engenharia Florestal

O engenheiro florestal é um profissional multidisciplinar que se ocupa do manejo, conservação e exploração sustentável dos recursos florestais.

Engenheira florestal. Foto: Piotr Krzeslak / Shutterstock.com

Engenheira florestal. Foto: Piotr Krzeslak / Shutterstock.com

Tradicionalmente seu trabalho está envolvido com a administração de regiões de florestas para a extração de madeira a fim de suprir as necessidades das indústrias de celulose, carvão e outras que utilizem produtos ou subprodutos florestais. Entretanto, com a valorização das questões ambientais o engenheiro florestal é cada vez mais um profissional que lida com atividades diferenciadas que passaram a englobar desde a tradicional manutenção dos recursos florestais até a gestão ambiental e o licenciamento.

Outras atividades que podem ser desempenhadas pelo engenheiro florestal são: estudos de impacto ambiental, recuperação de áreas degradadas, gerenciamento de unidades de conservação, pesquisa, ensino e consultoria, gerenciamento de indústrias ou empresas envolvidas com a atividade florestal, licenciamento principalmente de propriedades rurais, projetos de reflorestamento, fiscalização da atividade madeireira, estudo das espécies vegetais.

A graduação em engenharia florestal dura de 4 a 8 anos e existem, no Brasil, 49 cursos superiores reconhecidos pelo MEC, sendo 10 no sudeste, 12 no sul, 13 no norte, 6 no centro-oeste e 8 no nordeste. Apesar de ser um curso da área de exatas o estudante de engenharia florestal irá se deparar com matérias como antropologia, botânica, legislação, economia, além é claro das disciplinas específicas como matemática, cálculo, botânica, química, ecologia, zoologia, ciências do solo, desenho técnico e etc. Isso porque em seu trabalho de planejar o desenvolvimento sustentado através da exploração racional dos recursos florestais o engenheiro florestal terá que lidar com questões sociais e éticas relacionadas às comunidades envolvidas em seu trabalho e a aos eventuais impactos ambientais de sua atividade.

Existem três áreas básicas para a atuação do engenheiro florestal: a Silvicultura é área que abrange os estudos florestais e ambientais; a Ecologia Aplicada envolve estudos sobre a biodiversidade e os diversos ecossistemas; e a Tecnologia de Produtos Florestais gerencia as atividades em indústrias do ramo madeireiro.

Fontes
http://www.educacaosuperior.inep.gov.br/funcional/busca_curso.stm
http://www.unb.br/graduacao/cursos/sobre/eng_florestal.php#topo
http://www.universia.com.br/materia/materia.jsp?id=7779

Arquivado em: Engenharia, Profissões