Maquiador

O profissional Maquiador confere à face de suas clientes beleza e sensualidade, além de uma aparência mais jovem e salutar, com a ajuda de produtos que têm como função tornar mais bela a imagem da pessoa, para que ela se destaque em festas, produções de arte, e outros tantos acontecimentos. Ele pode, para esse fim, utilizar base, rímel, batom, entre outros artifícios. O público feminino é preponderante na busca dos benefícios da maquiagem, seja para as mulheres parecerem mais novas ou para retificarem possíveis imperfeições da pele.

O maquiador também trabalha no meio artístico, na televisão, no cinema ou no teatro, criando caracterizações que convertam o artista em personagens mais velhos ou totalmente irreconhecíveis. Neste caso ele precisa ser ainda mais criativo e talentoso, transformando-se ele mesmo em um criador nato. As pessoas que aí trabalham carecem de uma atenção maior à imagem, pois é com ela que elas exercem seu ofício.

A televisão oferece ao maquiador salários mais sedutores, além de um certo status. Assim, muitos profissionais buscam este caminho, mas também precisam se dedicar ainda mais à preparação técnica, pois se ele ganha mais neste campo, as exigências são igualmente mais intensas. O maquiador precisa se reciclar em workshops e eventos estéticos, se quiser enfrentar este ambiente aguerrido. O teatro é também muito atrativo para este especialista.

De qualquer forma, o bom maquiador precisa sempre estar antenado com as novidades, disposto a absorver novos métodos e a ter o domínio de todas as instâncias do mercado de trabalho. Ele deve realmente se interessar por tudo que se refira ao seu trabalho, ter uma boa habilidade manual, como o pintor que está constantemente atento aos mínimos matizes de sua obra, conhecer de tudo um pouco e ser capaz de se adaptar às mais variadas circunstâncias. O profissional necessita também ter recursos para adquirir instrumentos de trabalho de alta qualidade e para se atualizar constantemente.

Alguns requisitos importantes são exigidos do profissional qualificado, entre eles a meticulosidade, a tendência para buscar a perfeição, a percepção e o discernimento estéticos, a confiança na sua capacidade, o dom de harmonizar as cores, originalidade e visão aguçada. É igualmente importante que ele cultive sua própria aparência, dentro dos parâmetros definidos pela moda.

O maquiador está envolvido cotidianamente com a utilização de base, buscando abrandar a pele; de sombra, lápis e máscara, destacando os olhos; de blush, para simular um certo rubor; de batom, garantindo o delineamento dos lábios e a retificação de pequenos defeitos; do ‘pankake’; do relevo dos cílios, com ferramentas próprias para isso.

Além dos locais de trabalho já citados, o maquiador pode também atuar em salões de beleza, nos desfiles de moda, como consultores de imagem e orientadores sobre o melhor uso dos produtos estéticos. O profissional sério deve procurar respeitar o cliente, ser ético e responsável com relação aos compromissos assumidos, além de exercitar o equilíbrio de suas emoções.

Esta profissão não é regulada pelo Ministério do Trabalho no Brasil, portanto não há um pré-estabelecimento dos cursos que o maquiador deve realizar para se tornar um profissional. Mas aquele que deseja se destacar nesta profissão deve frequentar cursos técnicos que lhe ofereça uma boa formação teórica e prática.

Fontes
http://alexandrekrizek.blogspot.com/2008/01/coluna-maquiagem-como-profisso.html
http://www.brasilprofissoes.com.br/verprof.php?codigo=264

Arquivado em: Profissões