Modelo

Por Thais Pacievitch
A primeira pessoa a trabalhar como modelo foi Twiggy, inglesa, nascida em 1949, em Londres. Seu verdadeiro nome era Lesley Hornby e o nome twig em inglês quer dizer graveto, referência a seu corpo cujo formato era extremamente magro.

Modelo é todo profissional que cede sua imagem para apresentar um produto (uma idéia, uma roupa, um serviço, etc.). Alguns trabalham ao vivo como em feiras de automóveis, desfiles e, em alguns casos, posando para artistas plásticos.

O curso universitário não é exigido, visto que alguns modelos nem têm idade para ingressar na faculdade, mas recomenda-se que o profissional saiba falar inglês (item indispensável no caso de modelos internacionais), tenha feito cursos profissionalizantes e tenha bom nível cultural.

Para trabalhar nesta área é preciso ter alguns itens indispensáveis como altura, beleza, carisma e peso adequados. Além disso, é necessário ter disponibilidade para viajar e manter-se longe de casa por períodos indeterminados, ou mesmo mudar-se de país.

A(o) modelo pode atuar nas seguintes áreas:

Artes plásticas: tem de posar para fotógrafos, escultores, estudantes de desenho e pintores.

- Modelo fotográfico: para ensaios de toda espécie.
- Desfiles de moda: exibição de acessórios e roupas para grifes e confecções.
- Consultoria: modelos experientes podem ser professores do ofício ou prestar consultoria na área.
- Cinema e televisão: alguns modelos, depois de realizar cursos de dramaturgia, podem trabalhar como atores/atrizes.
- Publicidade: atua em comercias de televisão, anúncios e apresentação de produtos em exposições.

O mercado de trabalho para este profissional acontece no setor privado e é irregular (muitos modelos não tem trabalho o ano todo) e extremamente competitivo (para cada vaga aberta há um grande número de jovens disponíveis). As modelos são mais requisitadas em épocas em que a economia está mais aquecida e, desta forma, os investimentos em publicidade são maiores.