Profissões de Risco

Por Fernando Rebouças
Trabalhar diariamente, sob o risco de morte ou de adquirir alguma doença, é um fator que tem sido estudado e debatido constantemente pela sociedade sob a legislação trabalhista em âmbito mundial. As profissões de risco são aquelas cujos profissionais atuam sob constante risco a sua integridade física e psicológica.

Geralmente, uma profissão requer estudo, capacitação, e treinamento. Em casos de atuação numa profissão de risco, o profissional deve ser reciclado constantemente e bonificado quando exposto a situações de perigo e insalubridade.

Além do risco físico e psicológico, em determinadas situações, o profissional fica exposto à riscos químicos e biológicos.

Em determinadas áreas, o profissional para assumir determinados riscos deve ter a articulação entre a teoria e a prática, especialização no que faz, domínio da atividade, conhecimentos sobre normas e métodos de segurança, conhecimentos sobre primeiros socorros e, sobretudo, ter consciência dos riscos que está correndo.

Leia a seguir a lista das principais profissões de risco:

  • Adestrador;
  • Agricultor;
  • Bombeiro e bombeiro salva-vidas;
  • Correspondente de guerra;
  • Defesa Civil ;
  • Perfurador de poços;
  • Militar ;
  • Operador de moto-serra ou serra elétrica
  • Pedreiro
  • Petroleiro;
  • Piloto e co-pilotagem de aeronaves;
  • Policial
  • Dublê
  • Praticante profissional de boxe, judô, karatê e jóquei
  • Praticante de  esportes radicais, como: pára-quedismo, vôo em asa delta, ultraleve, parapente, peão de rodeio, alpinista, atividade subaquática ;
  • Funcionários de Penitenciárias;
  • Segurança ou Vigilantes (armados ou não)
  • Guarda-Costa
  • Serviços expressos que utilizam motocicletas profissionais (motoboy, mototáxi ou assemelhados)
  • Químico e auxiliar que trabalha com substâncias corrosivas, tóxicas, inflamáveis ou com material explosivo ;
  • Trabalhador que atua em andaime ou suspenso por cordas, guindastes ou assemelhados;
  • Trabalhador que atua em atividades de perfurações, escavações, desmontes, demolições, minerações subterrâneas, em indústrias de extração, transformação de minérios ou exploração de pedreiras (ex.: operador de explosivo, minério ou assemelhados)
  • Profissional que atua em processamento de materiais nucleares, radioativos ou assemelhados
  • Trabalho em Marmoraria
  • Trabalho em Serralheria e Serraria
  • Trabalho em Siderúrgica ou Metalúrgica
  • Trabalho na Construção Civil ou Naval
  • Transporte de combustível, produtos inflamáveis ou tóxicos
  • Transporte Passageiro em táxi, van, topic, barco ou assemelhados
  • Transporte em ambulâncias (motorista)
  • Transporte em caminhões (motorista)
  • Entre outras.

Quem trabalha como padeiro, moleiro, agricultores e em silos fica exposto a adquirir asma por manusear cereais como trigo, centeio e cevada. A asma ocupacional pode aparecer em veterinários e nos profissionais que atuam no setor da pecuária pela exposição à produtos derivados de animais.

A asma ocupacional também pode acontecer em profissionais que possuem alergia ao látex, como os profissionais da indústria da borracha. Há também males respiratórios causados por produtos químicos, poeiras de madeiras, animais e anidros. Dentre as alergias, há até alergia ao metal, principalmente perante os platinio, crómio, níquel, cobalto e zinco.

Fontes:
http://www.vidasimples.com.br/Profissoes_Recusadas.asp?Tipo=Plano_Vivo.htm
http://www4.fe.uc.pt/fontes/trabalhos/2008022.pdf