Acarofobia

A definição para acarofobia é o medo irracional e contínuo de ácaros ou vermes que causam coceiras e desconforto. Normalmente, as pessoas acometidas por este mal demonstram sintomas como falta de ar, sudorese excessiva, sensação de mal estar, palpitação, tremores, confusão mental e medo da morte. O distúrbio pode levar o indivíduo a um estado de loucura, descontrole, distanciamento da realidade ou ataques de estresse e intolerância com as pessoas ao seu redor.

Este tipo de fobia é originado no inconsciente da pessoas como um mecanismo que a defende de algum trauma passado que tenha a ver com ataque de insetos e/ou aracnídeos, coceiras causadas por bichos, picadas, entre outros. Quando estimulado, o acarofóbico manifesta uma resposta direta ao medo. Em casos mais graves, o sujeito chega a ficar o tempo todo estado de alerta. Em estado inicial, a acarofobia causa apenas uma resposta pontual ao estímulo causado por alguma ameaça.

A acarafobia é um transtorno considerado raro e o diagnóstico para o distúrbio tem que ser preciso, pois a maioria das pessoas demonstram medo de insetos, ácaros e outros bichos no mundo todo sem necessariamente terem acarofobia. Apenas os que apresentam os sintomas que remetem à fobia devem receber tratamento especial e acompanhamento de profissionais da saúde. Caso não seja tratado rapidamente, a acarofobia pode ter um efeito devastador sobre a pessoa, comprometendo sua qualidade de vida e a de todos a sua volta.

No filme Possuídos (Bug), lançado em 2006 pelo diretor William Friedkin, o mesmo que dirigiu O Exorcista, um casal tem a terrível sensação de estar sendo perseguido por insetos invisíveis. A paranóia dos dois chega ao extremo quando se isolam em um quarto de hotel a vedam as paredes com papel alumínio para se proteger das supostas criaturas.

Existem diversos tratamentos para a acarofobia. Um deles é a Programação Neurolinguística , que estuda como o paciente cria uma realidade na qual está a todo momento a ponto de ser vítima de insetos e pequenos animais. Esta terapia reconstrói as partes da memória que levam à acarofobia, trazendo o paciente de volta ao seu estado normal. Outro tratamento é a Psicologia da Energia, que é uma espécie de acupuntura emocional baseada em uma prática milenar. A vítima da acarofobia também pode consultar um psicólogo, que a ajudará a vencer e controlar o medo através de conversas e aconselhamento ou partir para a Terapia Cognitiva, na qual as mudanças comportamentais são incentivadas através de exercícios práticos.

Fontes:
http://www.phobia-fear-release.com/acarophobia.html
http://www.wrongdiagnosis.com/a/acarophobia/intro.htm

Arquivado em: Psicologia