Classificação das Reações Inorgânicas

Por André Luis Silva da Silva
Pode-se dizer que as reações químicas estudadas na Química Inorgânica são menos complexas do que aquelas vistas na Química Orgânica, ou seja, seguem um menor número de rotas distintas na formação dos produtos. Basicamente, pode-se classificar as reações inorgânicas em quatro grupos: síntese, análise, deslocamento e dupla-troca.

a) Síntese

Reações de síntese também são conhecidas como adição ou composição. Poderá ser total, quando os reagentes de partida forem substâncias simples, ou parcial, quando não forem. De modo geral, uma reação de síntese é caracterizada pela existência de uma menor complexidade dos reagentes e maior complexidade dos produtos, conforme mostrado abaixo:

A  +  B  → AB

Como exemplo de síntese total, pode-se mencionar a reação entre os gases hidrogênio e oxigênio, com formação de uma molécula de água; processo esse equacionado abaixo.

H2  +  1/2O2  →  H2O

b) Análise

Reações de análise também são conhecidas como decomposição ou subtração. Poderá ser total, quando os produtos gerados forem substâncias simples, ou parcial, quando não forem. De modo geral, uma reação de análise é caracterizada pela existência de uma maior complexidade dos reagentes e menor complexidade dos produtos, conforme mostrado abaixo:

AB  →  A  +  B

Como exemplo de uma análise parcial, pode-se mencionar a reação, na qual o carbonado de cálcio, quando aquecido, decompõe-se em óxido de cálcio e gás carbônico; processo esse equacionado abaixo:

CaCO3  →  CaO  +  CO2

c) Deslocamento

Reações de deslocamento também são conhecidas como simples-troca. Poderá ocorrer a substituição entre dois metais ou entre dois não metais, conforme os reagentes de partida. De modo geral, uma reação de deslocamento é caracterizada pela sunstituição de duas espécies entre os reagentes, estas de mesma carga elétrica (dois cátions ou dois ânions), conforme mostrado abaixo:

AB  +  C  →  AC  +  B

Como exemplo de um deslocamento entre ânions, pode-se mencionar a reação entre ácido clorídrico e gás flúor, com formação de ácido fluorídrico e liberação de gás cloro, mostrada abaixo:

2HCl  +  F2  →  2HF  +  Cl2

d) Dupla-troca

Reações de dupla-troca também são conhecidas como troca total. De modo geral, uma reação de dupla-troca pode ser identificada pela “junção” entre o cátion do primeiro reagente e o ânion do segundo e entre o cátions do segundo reagente e o ânion do primeiro, conforme mostrado abaixo:

AB  +  CD  →  AD  +  CB

Como exemplo de uma dupla-troca pode-se mencionar a neutralização entre ácido clorídrico e hidróxido de sódio, com formação de cloreto de sódio e água, mostrada em sua equação abaixo:

HCl  +  NaOH  →  NaCl  +  H2O

Referências:
PERUZZO, Francisco Miragaia (Tito); CANTO, Eduardo Leite; Química na Abordagem do Cotidiano, Ed. Moderna, vol.1, São Paulo/SP- 1998.