Classificação de Bases Inorgânicas

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

A funções estudadas na química inorgânica são em número de quatro: os ácidos, as bases, os sais e os óxidos. A segunda das funções apresentadas, as bases, podem ser definidas conforme a teoria de Arrhenius, como sendo compostos que em solução aquosa se dissociam, liberando ânions OH-.

O termo dissociação refere-se à reação química que irá liberar um cátion diferente de H+ e um ânion hidroxila (OH-), a partir de uma ligação química de natureza iônica (entre o cátion metálico e o ânion não-metálico) existente entre eles quando no estado sólido. Esta ligação, quando em meio aquoso, é rompida, de modo aos elétrons envolvidos migrarem para o ânion, que apresenta maior eletronegatividade, deixando o metal (de menor tendência a atrair elétrons) carregado positivamente.

Conforme seu comportamento físico e químico, as bases inorgânicas admitem algumas classificações, de acordo com os critérios básicos estabelecidos abaixo:

a) QUANTO AO NÚMERO DE GRUPOS OH-:

  • Monobases: apresentam apenas um grupo OH- na molécula. Ex. hidróxido de sódio (NaOH).
  • Dibases: apresentam dois grupos OH- na molécula. Ex. hidróxido de magnésio (Mg(OH)2).
  • Tribases: apresentam três grupos OH- na molécula. Ex. hidróxido de alumínio (Al(OH)3).

b) QUANTO À SOLUBILIDADE EM ÁGUA:

c) QUANTO À LIBERAÇÃO DE ODOR:

  • Voláteis: são aquelas que apresentam odor característico, ou seja, possuem baixo ponto de ebulição.  A única base inorgânica volátil é o hidróxido de amônio (NH4OH).
  • Fixas: são aquelas que não apresentam odor, ou seja, possuem elevado ponto de ebulição. São todas as demais bases, excetuando-se o hidróxido de amônio, mencionado acima.

De acordo com as classificações básicas apresentadas, as bases hidróxido de lítio e hidróxido de bário, respectivamente mostradas abaixo, podem ser classificadas como:

  • NaOH: monobase, solúvel e fixa.
  • Ba(OH)2: dibase, parcialmente solúvel e fixa.

Referências:
ATKINS, Peter; JONES, Loreta; Princípios de Química: questionando a vida moderna e o meio ambiente, Porto Alegre: Bookman, 2001.
FELTRE, Ricardo; Fundamentos da Química, vol. Único, Ed. Moderna, São Paulo/SP – 1990.
PERUZZO, Francisco Miragaia (Tito); CANTO, Eduardo Leite; Química na Abordagem do Cotidiano, Ed. Moderna, vol.1, São Paulo/SP- 1998.

Arquivado em: Química