Compostos inorgânicos

Mestre em Química (UFRJ, 2012)
Graduada em Química (UFRJ, 2010)

Compostos inorgânicos são todas as substâncias formadas por átomos ou moléculas de pelo menos dois elementos diferentes, e que não contenha em sua estrutura átomos de carbono formando cadeias e ligados ao hidrogênio. Em algumas situações o carbono pode aparecer na estrutura do composto, mas devido a forma como está ligado, é considerado inorgânico, como é o caso de CO2 e Na2CO3.

Historicamente, a divisão entre compostos orgânicos e inorgânicos foi criada pois acreditava-se que composto orgânico eram todas as substâncias que se originavam de seres vivos, ou seja, sistemas organicamente funcionais. Já os compostos inorgânicos seriam oriundos de sistemas ‘mortos’ como minerais ou outras coisas não vivas.

Os compostos inorgânicos podem ser formados por qualquer elemento da Tabela Periódica, mas em geral são feitos de ametais ou de hidrogênio e tem ligações com átomos metálicos. Quanto à ligação, podem ser iônicas, covalentes ou de coordenação. Lembrando que compostos formados por ligação iônica possuem elementos com diferença de eletronegatividade acima de 1,7 eV (em geral metais ligando-se a ametais). Os compostos covalentes são formados por elementos com diferença de eletronegatividade abaixo de 1,7 eV (em geral ametais ligados entre si ou ao hidrogênio). Já os compostos de coordenação são moléculas constituídas por um ou vários ácidos de Lewis ligados a uma ou várias bases de Lewis. Em alguns casos, a substância possui ligações iônicas e covalentes na mesma molécula, como ocorre nos compostos de coordenação.

Os compostos inorgânicos são divididos em ácidos, bases, sais e óxidos.

Ácidos

Segundo Arrhenius, é toda substância que em solução aquosa libera, como único cátion, o íon H+ (H3O+). São subdivididos em hidrácidos e oxiácidos.

Exemplos: HCl, H2SO4, HCN

Bases ou Hidróxidos

Segundo Arrhenius, é toda substância que em solução aquosa libera, como único ânion, o íon OH (hidroxila).

Exemplos: NaOH, Ca(OH)2, Al(OH)3

Sais

Sal é toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação, liberando pelo menos um cátion diferente do H+ e um ânion diferente do OH.

Exemplos: NaCl, FeCl3, Na2SO4

Óxidos

Óxidos são compostos binários (possuem dois elementos) onde o oxigênio é o elemento mais eletronegativo.

Exemplos: CO2, SO3, Na2O

Compostos inorgânicos de importância biológica

Água (H2O): a água é o composto mais importante para a manutenção da vida. Dissolve diversas substâncias e é a base de diversas reações químicas e biológicas.

Cloreto de sódio (NaCl): o famoso sal de cozinha é um mineral necessário para a manutenção da sobrevivência de todos os seres vivos, incluindo os seres humanos, e está envolvido na regulação da quantidade de água do organismo.

Óxidos gasosos (CO2, SO2, SO3, NOx): são formados pela queima de combustíveis fósseis e pela respiração e estão presentes em toda atmosfera terrestre, podem gerar chuva ácida e prejudicar a camada de ozônio.

Bibliografia:

Atkins, P.W., Jones, L., Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente 5ª ed., Porto Alegre: Ed. Bookman, 2012.

Usberco J., Salvador E., Química Geral, 12ª.ed., São Paulo: Saraiva, 2006.