Equilíbrio Químico

Por Leopoldo Toffoli
As condições para que a reação esteja em equilíbrio é que as velocidades de reação sejam iguais, ou seja, V1 = V2, quando as concentrações de produtos e reagentes ficam constantes.

Dada à reação:

aA + bB <--> cC + dD

V1 = K1 . [A]a . [B]b

V2 = K2 . [C]c . [D]d

Equilíbrio: V1 = V2

K1 . [A]a . [B]b = K2 . [C]c . [D]d

K1/K2 = [C]c . [D]d / [A]a . [B]b

Kc = [Produto] / [Reagente]

Kc é a constante de equilíbrio em termos de concentração. Nos mostra a porção de produtos formados em relação a quantidade de reagentes que reagiram.

Constante de Equilíbrio em termos de Pressão Parcial (Kp)

Da mesma forma do Kc temos:

Kp = P produtos / P reagentes

Observe que essa equação é válida apenas para gases.

Ex: 1N2(g) + 3H2(g) <--> 2NH3(g)

Kp = P2 NH3 / P N2 . P3 H2

É importante lembrar que os líquidos e sólidos puros não participam das expressões de Kc e Kp.

Ex:

- Cgraf + O2(g) <--> CO2(g)

Kc = [CO2] / [O2]

- CaCO3(s) <--> CaO(s) + CO2

Kc = [CO2]