Extração ácido-base

Por Renato Marcondes
A extração ácido-base é utilizada para a purificação de ácidos e de bases assim como a separação dos mesmos em misturas, utilizando-se das propriedades químicas das substâncias.

É utilizado geralmente após as reações, durante o processo de purificação, este processo oferece grande quantidade de pureza nos resultados, mas porem não pode ser realizado em ácidos ou bases similares, devido a ser um processo simples, e como depende de diferenças de propriedades químicas ácidas ou bases similares não leva em conta este conceito.

Como exemplo a adição de um ácido em uma solução de ácido orgânico com uma base, resultara na protonação da base (a base formara ligações através de seus H+) e se o acido orgânico for forte o suficiente sua ionização será reprimida, por isso a necessidade da diferença de propriedades.

Já se a adição for de uma base numa mistura de acido orgânico com uma base, ocorrera à desprotonação da base (quebra de ligações H+) e o acido orgânico formara seu respectivo sal com o auxilio da base adicionada, conservando assim a primeira base.

Esta técnica pode ser utilizada também para a separação de ácido muito fraco de ácidos mais fortes, assim como a separação das bases fracas das bases fortes.

O procedimento é relativamente simples, onde a mistura é dissolvida num solvente especifico para este fim, e em seguida colocada em um funil de separação juntamente com uma solução aquosa de ácido ou base com ph corrigido, e após agitação deixa-se em repouso ate que as fases estejam separadas, coletando a fase de interesse, e em seguida repetindo-se o procedimento, mas com a fase do ph inversa, para um melhor resultado de pureza, assim separando-se totalmente as fases de interesse.

Funil de separação: instrumento de vidro usado em laboratórios, na forma de um funil com uma tampa oval em cima, possuindo uma entrada superior e uma saída inferior com controle.