Principais Ácidos Carboxílicos

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

A função orgânica dos ácidos carboxílicos é uma das mais importantes, visto estar presente na maior parte das moléculas contendo funções mistas. No que tange aos ácidos carboxílicos presentes em nosso cotidiano, talvez cinco deles mereçam um destaque especial, os quais serão abordados neste texto.

O ácido metanóico é um líquido incolor, corrosivo, de odor característico. Foi obtido pela destilação seca de formigas, daí a razão de seu nome alternativo (fórmico). É fabricado a partir do monóxido de carbono. As principais aplicações do ácido metanóico são como mordente em tinturaria, na fabricação de ácido oxálico; na medicina, no tratamento de reumatismo. O ácido metanóico, por apresentar o grupo funcional aldeído na molécula, oxida-se facilmente, produzindo gás carbônico e água.

O ácido etanóico é também chamado ácido acético glacial (por ter aspecto de gelo abaixo de 16°C). É um líquido incolor, de odor e sabor característico; é corrosivo, solúvel na água. Os processos industriais de obtenção deste ácido são a partir do etanol, a partir do carvão e da destilação seca da madeira. Além de ser usado na alimentação sob a forma de vinagre, é empregado na obtenção de diversas substâncias orgânicas, como, por exemplo, acetatos de metais, ésteres, anidrido etanóico, cloreto de etanoíla e propanona.

O ácido etanodióico, também chamado de ácido oxálico, apresenta-se no estado cristalino com duas moléculas de água. É fabricado a partir do etanoato de sódio que, por sua vez, é fabricado a partir do CO e NaOH. É usado como branqueador de couros e fibras vegetais, como mordente para remover manchas de ferrugem da roupa branca.

O ácido 2-hidróxipropano-tricarboxílico é mais conhecido pelo seu nome vulgar, ácido cítrico. Encontra-se na natureza no suco de frutos ácidos, principalmente nos cítricos (o limão chega a ter 7%). É um ácido de função mista. Cristaliza com uma molécula de água em grandes prismas rômbicos. É usado na fabricação de bebidas e certos medicamentos.

O ácido 2-hidróxibenzeno carboxílico é também conhecido como ácido salicílico e como ácido orto-hidroxibenzóico. Este e seus derivados constituem importantes compostos medicinais. É usado como anti-séptico e na eliminação de calos; internamente é usado como analgésico, antipirético e antirreumático. Entretanto, nas aplicações internas, não se pode ingeri-lo diretamente porque provoca dores e vômitos. Daí o emprego de seus derivados, como, por exemplo, o ácido acetilsalisílico (aspirina).

Referências:
FELTRE, Ricardo; Fundamentos da Química, vol. Único, Ed. Moderna, São Paulo/SP – 1990.
KATCH, Frank; McARDLE, William, Nutrição, Exercício e Saúde, Ed. Médica e Científica Ltda, Rio de Janeiro,RJ – 1996.
Organização Mundial de Saúde, Genebra, Elementos Traço na nutrição e saúde humanas, Ed. Roca Ltda, São Paulo,SP – 1998.