Siglas de Reagentes Químicos

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Este texto faz parte de um tema que abrange a Incompatibilidade entre Produtos Químicos, trazendo referência à organização indicada para um almoxarifado de laboratório convencional de produtos químicos.

Dessa forma, um dos primeiros cuidados que se deve ter ao se dispor reagentes em um compartimento é a averiguação das siglas contidas nos rótulos dos mesmos, o que muitas vezes é ignorado.

“Atualmente, inclusive por força da legislação, as empresas fornecem informações acerca da composição e dos efeitos dos produtos químicos (nem sempre de forma completa), mas existe uma grande dificuldade de se interpretar corretamente as informações disponíveis para que estas possam ser transformadas em conhecimento aplicável na defesa da saúde dos trabalhadores. Essa dificuldade na interpretação atinge não só a população em geral, mas também os trabalhadores e muitos profissionais da área de Segurança e Saúde do Trabalhador”.

Abaixo são apresentados alguns conceitos e siglas corriqueiras encontradas em produtos químicos de natureza diversa, sendo que a sua imensa maioria não leva em consideração a classe desses produtos.

- PA (Para Análise): É utilizado para denominação de reagentes de alto grau de pureza e confiabilidade, geralmente padrões primários.

- INCOMPATIBILIDADE: Impossibilidade de dois ou mais produtos químicos entrarem em contato. É caracterizada pela transformação total ou parcial dos produtos associados, assim formando compostos secundários com novas propriedades químicas.

- FPS (Ficha de Perigo e Segurança): É um documento que todo produto químico deve apresentar, o qual traz informações sobre perigos relevantes à trabalhadores quanto às condições de uso e medidas  de precaução em diversas situações ao manipulá-los.

- REACH (Registro, Avaliações, Autorização e Restrição de substâncias químicas): É um novo regulamento das substâncias químicas proveniente da União Europeia (U.E), que tem por objetivo geral a proteção da saúde humana  e do meio ambiente quanto a forma de produção industrial e utilização de substâncias químicas. Dessa forma, cada produto obrigatoriamente deve ter um registro, para só assim poder ser exportado à U.E.

- RÓTULOS: É onde constam informações gerais sobre o produto, tais como: composição, recomendações de socorro imediato e símbolo de perigo correspondente. É imprescindível em laboratório, pois é através dos mesmos que obtemos informações sobre os produtos mais rapidamente.

- FICHA DE EMERGÊNCIA e ENVELOPE PARA TRANSPORTE: Estes documentos são de porte obrigatório para os veículos que fazem regularmente o transporte ou que eventualmente estejam transportando produtos perigosos ou relacionados à química.

- FISPQ (Ficha com dados de segurança): Fornece informações sobre vários aspectos dos produtos químicos, incluindo diversas substâncias e ainda misturas, em relação à proteção, à segurança, à saúde e ao meio ambiente; transmitindo desta maneira, informações sobre produtos químicos, recomendações sobre medidas de proteção e também ações em situação de emergência.

Referências:
1. http://www.univap.br/graduacao/feau/eng_amb/docs/manual_interpretacao_info.pdf
FELTRE, Ricardo; Fundamentos da Química, vol. Único, Ed. Moderna, São Paulo/SP – 1990.

Arquivado em: Química