Bogomilismo

Criado no século XII pelos búlgaros adeptos das ideias do padre Teófilo Bogomil, o bogomilismo acreditava que a maior parte da história de Jesus Cristo deveria receber uma interpretação alegórica. Além disso, acreditavam na natureza má do mundo, que a Igreja era corrompida e, assim como os Quackers, seita criada na Inglaterra, afirmavam que a verdade cristã só poderia ser alcançada na pobreza e na forma simples de viver.

Entre outras características, repudiavam o culto de Maria, mãe de Jesus, das imagens, santos e sacramentos. Fora isso, eram a favor de uma vida rigorosa e severa. Apesar da falta de fontes sobre a história do padre Teófilo Bogomil, alguns historiadores afirmam que seus seguidores chamavam-no de “Amado por Deus”. Porém, não há dados sobre sua origem ou desaparecimento.

Na versão de alguns pesquisadores, o princípio que estruturava o bogomilismo era a ideia dualista da eterna luta entre a luz e as trevas, o que lhe confere a influência pauliciana. Neste contexto, um dos movimentos religiosos que foi influenciado pelas ideias de Bogomil, considerado o maior herege eslavo, foram os cátaros, grupo herético que também acreditava na luta permanente entre o Mal e o Bem, repudiavam a Igreja, tida como a encarnação do Mal. Os cátaros acabaram sendo exterminados pelo Tribunal da Santa Inquisição.

Alguns fatores históricos foram de profunda influência no surgimento desta heresia eslava. Na época, a Bulgária apresentava um panorama de profundas transformações de ordem econômica e social. Após o Estado búlgaro ter se consolidado, surge um grupo de grandes proprietários de terras, assim como uma classe nobre composta por religiosos. Estes fatores, somados à influência do Clero e os rebaixamento de antigos dirigente búlgaros, levaram à criação de uma religião popular que pregava a maldade como algo intrínseco no mundo e nos seres humanos.

Sobre Teófilo Bogomil

Teófilo Bogomil foi um sacerdote contemporâneo do Rei Pedro da Bulgária. Os dois são considerados os maiores hereges cristãos da região sul do mundo eslavo. Porém, não existem muitos detalhes sobre suas vidas. Bogomil tem o nome mencionado no "Tratado Contra os Hereges", obra de 972, onde aparece a menção "sacerdote chamado Bogomil".

Fontes:
AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.
http://www.ecovisiones.cl/diccionario/B/BOGOMIL.htm
http://www.sophia.bem-vindo.net/tiki-index.php?page=Bogomilismo

Arquivado em: Religião