Conclave

Dentro da Igreja Católica, enquanto instituição, existe uma organização hierárquica, na qual estão organizados por nível de responsabilidades e espiritualidade os componentes do clero católico (leigos, padres, bispos, papa). O ocupante do mais alto lugar nessa hierarquia recebe o título de papa. Sobre ele pesam as responsabilidade de tomar decisões morais, religiosas e espirituais que guiam o povo católico submetido à sua autoridade.

 

Mas... Você sabe como acontece a “intitulação” de Papa? Neste artigo constam as informações para que fique esclarecido a esse respeito.

Primeiramente, o homem ordenado sacerdote, depois de chegar a bispo deve ser escolhido pelo Pontífice atual a compor o Colégio dos cardeais, pois deste grupo será eleito o papa sucessor do presente pontífice. Existem duas formas gerais pelas quais deverá acontecer uma eleição para novo papa. São elas a renúncia ou a morte do papa em exercício.

O caso mais conhecido de renúncia foi a de Celestino V e o último papa a renunciar foi Gregório XII, no anos de 1294 e 1409, respectivamente.

Mas a morte é a principal forma de sucessão de um Papa. Existe todo um procedimento que vai desde a confirmação médica da morte do papa até a eleição de um novo pontífice.

Quando há a percepção que o papa atual faleceu, reclama-se a presença de um médico, caso não haja um junto. O profissional, então, verifica os sinais vitais e quando percebe que já não existem, anuncia aos presentes. O cardeal carmelengo (camareiro) chama o papa por seu nome de batismo por três vezes, caso não haja reação alguma e seja confirmada a morte, o cardeal carmelengo retira primeiramente o Anel do Pescador , que é um acessório usado pelo papa para representar sua missão de pescador de almas e sucessor de Pedro, que era pescador. O anel é incinerado, pois deve ser particular a cada papa. Logo em seguida é anunciada formalmente a morte do Bispo de Roma.

Nessa ocasião, os cardeais são avisados do acontecimento, convidados para o funeral e convocados para a eleição. O período compreendido entre esses dois momentos (a morte de um papa e a eleição de seu sucessor) é chamado Sede Vacante, que significa assento vago.

O corpo do papa é preparado de forma a receber as vestimentas características, logo após segue no caixão para a Basílica de S. Pedro (geralmente), onde ocorrerá uma missa em intenção da salvação da alma daquele homem.

 

Em seguida, ocorre visitação pública.

Depois de alguns dias começa a votação. Acorre em lugar fechado. A essa reunião dá-se o nome de Conclave, que vem do latim e significa “em um lugar fechado”. Durante a votação, os cardeais recebem um papel, onde está a frase ‘Eligo in sum mum pontifical’ (Eu elejo Pontifício ). Para ser eleito papa, o cardeal deve ter dois terços dos votos mais um. Depois de todos votarem, os votos são lidos em voz alta por três representantes, casa nenhum cardeal receba o número suficiente de votos, as cédulas de votação são queimadas e o processo reinicia. Nesse momento, sai pela chaminé uma fumaça preta e o mundo sabe que não houve um escolhido.

Quando há a escolha e o eleito aceita a missão, imediatamente, ele revela por qual nome deseja ser chamado. Sai então da chaminé, uma fumaça branca, sinal de que foi feita a escolha.

Será anunciado o nome do novo pontífice. Na preparação desse momento, o eleito se veste em uma sala chamada “Sala das lágrimas”. Então, a famosa frase é proclamada “Habemus Papam!” (Nós temos um Papa!). O mundo todo conhece, então, o novo sucessor de Pedro e representante de Cristo.

Fontes:
http://hypescience.com/10-principais-passos-para-eleger-um-papa/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conclave
http://noticias.terra.com.br/mundo/mortedopapa/interna/0,,OI503315-EI4692,00-Confira+os+rituais+que+envolvem+a+morte+do+Papa.html

Arquivado em: Cristianismo