Quakers

Os quakers tem origem britânica e surgiram no ano de 1652. O criador deste movimento religioso foi George Fox, que se rebelou contra os poderes religiosos e políticos instituídos na Inglaterra, sugerindo uma nova leitura de fé cristã que não seguia convenções. Ele e seus seguidores tinham como objetivo a restauração da fé cristã, que estava há séculos afastada de seus valores originais. Foram contrários às imposições da Igreja Anglicana, que teve predomínio na sociedade inglesa daquela época.

Entre suas crenças, os quakers não aceitam organizações clericais e prezam pela simplicidade e ações pacifistas, beneficentes e solidárias. Por apresentarem ideias originais na sociedade absolutista inglesa do século XVII, acabaram sendo perseguidos por Carlos II. Por isso, uma grande parte dos quakers emigrou para os Estados Unidos, onde, liderados por William Penn, criaram a colônia da Pensilvânia em 1681.

Os quakers acreditam que as pessoas tem a capacidade de sentir a presença de Deus sem nenhum intermediário. Para eles, todos os indivíduos são dotados de uma Luz Interior, que é o Espírito Santo. Ao se converter, o sujeito aceita essa voz. Eles acreditam que a Bíblia seja o testemunho da Palavra de Cristo e, por serem simples, não aprovam gastos supérfluos, títulos de honra, diferenças entre classes sociais e vestes caras. Além disso, prezam por uma sociedade igualitária, sem discriminação entre sexos ou cor de pele. Entre os quakers, as mulheres tinham os mesmo direitos de participar dos cultos que os homens. Por apresentarem estas características, eles foram fortes defensores do feminismo e do abolicionismo.

Entre outros aspectos, valorizam a honestidade, proibindo atividades e negócios ilegais e nunca fazem juras. Assim como Mahatma Gandhi, são adeptos da não-violência, recusando-se a praticar atos violentos ou utilizar armamentos, mesmo que seja em sua defesa. Diversas organizações importantes foram criadas pelos quakers, entre elas, destacam-se a Amnistia Internacional e Greenpeace. Uma curiosidade é que, em uma tentativa de ridicularizar o grupo, alguns ingleses apelidaram-nos de “tremedores” (quakers, em inglês). Porém, o apelido foi adotado oficialmente e é utilizado até hoje.

Os quakers foram fundadores de diversas associações, entre elas, as mais importantes são: The Friends World Committee for Consultation e a American Friends Service Committee, que teve sua criação no ano de 1917 e tinha o objetivo de oferecer à juventude quaker, oportunidades de ajudar pessoas necessitadas ao invés de entrarem para o exército norteamericano e lutar na Primeira Guerra Mundial.

Fontes:
http://mb-soft.com/believe/ttc/quakers.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Quaker
http://www.infopedia.pt/$society-of-friends-(quakers)

Arquivado em: Religião