Romaria - Peregrinação Religiosa

Por Ana Lucia Santana
A romaria é uma viagem a lugares santos e de devoção, empreendida por aqueles que desejam pagar promessas, rogar por graças ou revelar sua gratidão pelos desejos realizados. As pessoas normalmente se agrupam para realizar esta jornada e seguem a pé ou em veículos diferentes. No Nordeste do país é normal ver os romeiros utilizarem os paus-de-arara como meio de transporte.

Este elemento cultural foi importado de Portugal. O objetivo destas travessias é conquistar a influência e as benesses específicas que só Deus pode, em troca, conceder aos seus fiéis. Praticamente todas as instituições religiosas contam com a romaria como ingrediente especial de seus rituais.

A expressão ‘romaria’ provém de uma alusão à cidade de Roma, matriz da Igreja Católica Apostólica Romana, portanto ela se aplica particularmente às viagens católicas aos recantos sagrados. Em todo o Planeta há registros de jornadas significativas: rumo ao Vaticano, localizado em Roma; a Jerusalém, terra de origem do Cristianismo e testemunha da crucificação do Messias; a Santiago de Compostela, recanto no qual estão enterrados os restos mortais do apóstolo Tiago.

No Brasil são célebres as romarias que se dirigem a Aparecida, em São Paulo, cidade onde foi resgatada a imagem de Nossa Senhora de cor negra, depois denominada Nossa Senhora da Conceição Aparecida; a Bom Jesus da Lapa, na Bahia, que tem como alvo um santuário situado em uma gruta à margem do Rio São Francisco; a Canindé, no Ceará, em honra a São Francisco de Assis, a segunda maior do Planeta no culto a este santo; a Divino Pai Eterno, na cidade de Trindade, em Goiás; e a Juazeiro do Norte, terra natal de Padre Cícero.

Em países como a Índia, multidões de peregrinos se dirigem ao Ganges, rio considerado sagrado pelos hindus, com o objetivo de mergulhar em suas águas. Entre os muçulmanos há o hábito estabelecido por Maomé de partirem na direção de Meca no mínimo uma vez ao longo da vida. Os judeus incentivam as idas eventuais ao Templo de Jerusalém. Assim, vê-se que outras culturas e religiões distintas também preservam suas próprias romarias.

Os cristãos iniciam suas viagens a lugares santos a partir do século II depois de Cristo. Os locais percorridos por Jesus; a cidade onde Ele nasceu; os pontos nos quais ele realizou sua pregação e também o marco onde ele foi morto são os sítios que mais fascinam os fiéis e, portanto, os mais visitados.

Roma, cidade que se tornou símbolo do martírio sofrido pelos primeiros cristãos, e o possível lugar onde Pedro e Paulo, seguidores de Jesus, foram enterrados, também atrai grande parte dos fiéis. O Caminho de São Tiago se tornou tão conhecido, principalmente ao se tornar o personagem principal da obra de Paulo Coelho, que irresistivelmente seduz os caminhantes que desejam realizar sua peregrinação pessoal, a qual não deixa de configurar igualmente uma jornada interior.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Romaria
http://www.cotianet.com.br/caucaia/pereg.htm