Economia de Santa Catarina

A economia de Santa Catarina é diversificada e equilibrada, pois das diversas atividades produtivas desenvolvidas na região, nenhuma contribui com mais de 20% para o PIB do estado. Santa Catarina é o quinto estado mais rico do Brasil.

As principais atividades desenvolvidas são industriais, agrícolas e de extrativismo mineral. O turismo vem ganhando espaço na economia. A agroindústria se sobressai em relação às demais, já que articula o setor industrial ao setor agrícola.

- Setor agrícola – milho, arroz, alho, fumo, feijão, mandioca, banana, cebola, trigo, tomate, aveia, cevada, uva, batata inglesa e maçã (o estado é responsável por mais da metade da produção brasileira). A pesca de camarão e de outros frutos do mar é realizada em larga escala, ou seja, trata-se de pesca industrial. A produção de mel no estado também é significativa. É grande a área de reflorestamento no estado, com o objetivo de corte para a produção de celulose e papel.

- Setor agroindustrial – a criação de suínos e a avicultura movimentam a agroindústria catarinense. O estado é o maior exportador de carne suína e de frango, tanto que as duas maiores empresas do estado são a Perdigão e a Sadia. O desenvolvimento de frigoríficos desenvolvidos especificamente para o processamento da carne suína assim como a produção de milho para a produção da ração dos porcos fez este setor ter um forte crescimento.

- Indústria – as indústrias instaladas no estado atendem diversificadas áreas. Destacam-se as indústrias têxteis e de produção de cerâmicas (expostas inclusive no exterior). Maquinas, equipamentos, autopeças, produtos plásticos e eletrodomésticos também são produzidos no estado. A produção de móveis de madeira de pinho.

- Extrativismo – As reservas mais significativas de Santa Catarina são as seguintes: carvão, sílex, argila, bauxita, quartzo, pedras semipreciosas, além de petróleo e gás natural.

- Turismo – O litoral catarinense, caracterizado pelo verão com altas temperaturas, atrai turistas de diferentes partes do Brasil e dos países vizinhos tendo como principal destino o Balneário Comburiu. A região serrana é visitada por turistas no inverno, sobretudo nas cidades onde ocasionalmente neva.

A participação do estado de Santa Catarina no produto interno bruto do Brasil é de 4%.

Veja mais:

Arquivado em: Economia, Santa Catarina