Catedral da Sé

Por Felipe Araújo
Construído e instalado no ano de 1591, o primeiro projeto da Catedral da Sé foi feito em taipa de pilão, sistema rudimentar de construção de paredes e muros que consiste em comprimir a terra em formas de madeira no formato de uma grande caixa, onde o material a ser socado é disposto em camadas. O local escolhido para a "Velha Sé", como a igreja era chamada, foi definido pelo cacique Tibiriçá, primeiro índio a ser catequizado pelo padre José de Anchieta.

No ano de 1745, a chamada “Velha Sé” teve sua categoria elevada à catedral. Desta forma, tem início naquele ano um projeto de edificação da segunda matriz da Sé, que seria feita no mesmo local da anterior. Porém, foi somente no ano de 1913 que foi iniciada a construção da Catedral da Sé como é conhecida atualmente. Elaborada pelo alemão Maximilian Emil Hehl, professor de Arquitetura da Escola Politécnica, a catedral teve sua inauguração no dia 25 de janeiro de 1954, nas comemorações do Quarto Centenário da Cidade de São Paulo, sem ainda possuir suas duas torres principais.

A importância política e histórica da Catedral da Sé pode ser observada em diversos momentos. Mesmo na época da ditadura militar (1964-1984), o arcebispo D. Agnelo Rossi assume sua posição a dá início a uma fase religiosa onde a teologia da libertação, baseada na opção preferencial pelos pobres, contra a pobreza, e pela sua libertação, fato que contrariava os interesses políticos vigentes na época.

Outra figura importante na história da Catedral da Sé foi o arcebispo D. Paulo Evaristo Arns, frade franciscano, sacerdote católico que se dedicou no combate à ditadura militar. O arcebispo denunciava torturas, crimes e cedia o espaço do templo para manifestos pelos desaparecidos políticos e pela anistia internacional.

Estrutura da Catedral da Sé

Considerada a maior igreja da cidade de São Paulo e um dos cinco maiores templos góticos do mundo, a catedral conta com 46 metros de largura, 111 de comprimento, cúpula de 65 metros de altura, torres com 92 metros cada e uma capacidade para abrigar oito mil pessoas. Além disso, possui um dos maiores órgãos da América Latina. Construído no ano de 1954 por uma empresa italiana, o instrumento apresenta cinco teclados manuais, 329 comandos, 120 registros e 12 mil tubos, cujas bocas, de forma gótica, têm relevos entalhados de forma manual. Há também a cripta, considerada uma igreja subterrânea. Lá são encontrados trabalhos artísticos de Francisco Leopoldo, conceituado escultor brasileiro e o mausoléu de bronze do cacique Tibiriçá.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Teologia_da_Libertação
http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/o-que-visitar/8-catedral-da-se
Foto: http://www.tecsi.fea.usp.br/eventos/Contecsi2006/pagina%20sao%20paulo.htm