Como prevenir a formação de radicais livres

Os radicais livres são grupos instáveis de átomos que têm alguns de seus elétrons desemparelhados. Tais elétrons, pelo fato de não estabelecerem ligações, passam a circular pelo corpo em busca de outras moléculas para se unirem, daí o nome “radicais livres”.

No organismo humano, os radicais livres são resultantes da queima do oxigênio pelas células, processo denominado respiração celular. Embora sejam formados por meio do metabolismo normal das células, esses radicais, quando em grandes quantidades, podem provocar danos relevantes, dentre eles o envelhecimento precoce, doenças cardíacas e alguns tipos de cânceres.

Para prevenir a formação de radicais livres e, consequentemente, os danos que eles podem causar ao organismo é preciso banir o uso de cigarro, drogas e álcool, evitar o contato com substâncias tóxicas tais como fuligem, defensivos agrícolas e certos solventes industriais; ingerir menos alimentos de origem animal, especialmente os industrializados; evitar longa exposição ao sol, e, essencialmente, adotar uma alimentação rica em antioxidantes, substâncias naturais que combatem os efeitos dos radicais livres. Podemos citar como exemplos de antioxidantes:

  • Vitamina C: é indispensável para uma boa absorção do ferro pelo organismo, auxilia os processos de defesa (sistema imunológico), além de contribuir para a formação de ossos e dentes. É encontrada nas frutas cítricas, mamão, melão, morango, acerola, couve, brócolis, ervilhas e outros.
  • Beta-caroteno: é o precursor da vitamina A, traz benefícios à visão, aumenta a imunidade do corpo, confere elasticidade à pele, melhora a saúde e a aparência de cabelos, pele e unhas, participa do processo de síntese de gorduras, e auxilia na formação da melanina, pigmento responsável pela proteção da pele contra os raios ultravioleta emitidos pelo sol. Cenoura, mamão, beterraba, manga e abóbora são exemplos de alimentos ricos em betacaroteno.
  • Vitamina E: beneficia o sistema circulatório, regenera tecidos, atua no combate de doenças cardíacas e cânceres, aumenta a resistência imunológica do organismo, é essencial para o bom funcionamento do tecido muscular, além de ser necessária á produção de células sexuais. Pode ser encontrada em alimentos como sementes de girassol, amêndoas, alface, espinafre, agrião, couve, ovos, germe de trigo, nozes, manteiga, amendoim, linhaça, etc.
  • Flavonoides: possui ação anti-inflamatória, anti-hemorrágica e anti-alérgica, combatem o desenvolvimento de célula cancerígenas, contribui para a absorção da vitamina C, aumentam a resistência capilar, além de prevenirem o surgimento de doenças do coração devido às suas propriedades antioxidantes. Alimentos como frutas cítricas, cacau, cebola, salsa, frutas vermelhas, chás de ervas, vinho tinto, mel são importantes fontes de flavonoides.

Referências:
http://www.copacabanarunners.net/antioxidantes.html
http://cipa.inatel.br/cipa/informativos/o-que-sao-radicais-livres.html
http://www.dietacerta.com.br/noticias.php?n=23&c=8

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Saúde