Epidemiologia

Graduado em Ciências Biológicas (UNIFESO, 2014)

A epidemiologia é a ciência das epidemias, onde se averigua determinantes sociais, ambientais, genéticos e exposições dos indivíduos a agentes tóxicos, microbiológicos, entre outros, que ocasionam em doenças, incapacidades intelectuais e físicas, e até mesmo à morte, investigando as distribuições e as quantidades em relação a saúde e doença. A epidemiologia indica, através de estudos, os aspectos da doença e até mesmo do desastre como sua frequência, sua distribuição geográfica e a população que mais corre risco. Os dados produzidos pela epidemiologia podem ser de doenças conhecidas ou não.

O primeiro relato de dado epidemiológico foi produzido por Hipócrates, na Grécia há mais de 2000 anos, onde foi percebido a relação das doenças com os fatores ambientais. As primeiras observações epidemiológicas foram descritas por John Snow, em Londres que analisou cada moradia com casos de óbito por cólera entre 1848 e 1853, e percebeu uma relação entre a água originária destas residências; ao comparar com outras residências, Snow percebeu que a maioria das vítimas da cólera tinham a água fornecida pela empresa Southwark.

Atualmente, segundo a Associação Internacional de Epidemiologia (IEA) a epidemiologia possui 3 propósitos principais:

  1. Relatar a disseminação e a importância do agente causador da doença em relação com as dificuldades da saúde entre as populações humanas.
  2. Gerar informações que sirvam de base para a prevenção, moderação e tratamento das doenças, estabelecendo prioridades.
  3. Identificar a causa e origem da doença.

A epidemiologia não possui uma metodologia de aplicação específica, podendo variar de acordo com o surgimento das doenças, mas possui 6 metas obrigatórias que podem ser acrescidas; são originárias da metodologia científica e devem ser aplicadas em sua ordem específica:

  1. Estudo exato
  2. Análise correta
  3. Esclarecimento racional
  4. Formação de hipótese
  5. Comprovação a hipótese
  6. Conclusão

O avanço da epidemiologia gerou várias conquistas, diminuindo a quantidade de doentes e promovendo soluções para causas variadas de doenças como a varíola, envenenamento por metilmercúrio, distúrbios por deficiência de iodo, tabagismo, HIV/AIDS, síndrome da angústia respiratória aguda e até mesmo em ocorrências de fraturas como a do quadril em idosos.

No Brasil, o órgão responsável pelos os dados epidemiológicos e a sua aplicação é a Secretaria de Vigilância em Saúde – SVS, uma das secretarias que compõem o Ministério da Saúde, prevista no decreto nº 8065 de 7 de agosto de 2013. Os dados epidemiológicos no Brasil são disponibilizados para a população através dos sites do SVS e do DATASUS.

Referências:
http://www5.ensp.fiocruz.br/biblioteca/dados/txt_690106550.pdf
http://www.saude.sc.gov.br/gestores/sala_de_leitura/saude_e_cidadania/ed_07/index.html
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/unidades-do-ministerio
http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/43541/5/9788572888394_por.pdf
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/svs
http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=01
http://www.misodor.com/EPIDEMIO.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças, Saúde