Estrela do Oriente

A Ordem da Estrela do Oriente ou Eastern Star é uma entidade paramaçônica de natureza fraterna, instituída pelo Maçom Robert Morris, Grão-Mestre norte-americano, em 1850. Ela é integrada por maçons do sexo masculino e principalmente do sexo feminino. Hoje, depois de 150 anos de sua fundação, a Ordem se expandiu e está presente em quase todos os pontos do mundo, contando com mais de 1.200.000 integrantes.

Ela não constitui uma religião, tampouco uma seita, nem mesmo, como poderia parecer, uma associação feminista. Seu intento é difundir entre os homens preceitos positivos, virtudes espirituais, além de formar a personalidade humana, instruir, praticar a caridade e trabalhar em prol do outro, por meio de seus ritos e cerimônias.

A Estrela do Oriente desembarcou no Brasil em agosto de 1997, na cidade do Rio de Janeiro; nesta época foram estabelecidos quatro capítulos desta ordem, ou seja, grupos integrados por 18 associados, dos quais 16 são mulheres e dois são Mestres Maçons. Normalmente eles recebem suporte de uma ou mais Lojas Maçônicas permanentes. Atualmente há mais de vinte capítulos por todo o país.

Entre os membros desta sociedade há intensos vínculos de fraternidade, lealdade e confiança; eles se consideram irmãos, cultivam uma forte afetividade entre si e estão sempre dispostos a atuar na prática do bem.

Seu principal papel é apoiar outra ordem maçônica, a Rainbow Girls ou Meninas do Arco-Íris, formando em seu interior as futuras líderes, atentas às normas criadas pela Estrela do Oriente. A Rainbow foi constituída para acolher garotas de 12 a 20 anos, as quais não necessitam apresentar um parente maçom, mas apenas de um ‘padrinho’ que seja adepto regular da maçonaria.

A Estrela também deve cumprir compromissos assumidos com a Ordem Internacional das Filhas de Jó, voltada para as jovens de 10 a 20 anos. Esta entidade se inspira nas passagens bíblicas que narram a existência e as vicissitudes de Jó, principalmente em seus testes de cultivo da paciência.

As reuniões da Ordem são efetivadas em Templos Maçônicos ou Salas Capitulares. Elas devem ocorrer mensalmente e suas sedes são necessariamente providenciadas pela Loja Maçônica que a patrocina, e que restringe seu papel unicamente a oferecer esta infra-estrutura. No mais, o Capítulo proverá sua própria sustentação.

Alguns requisitos são exigidos para se integrar a Estrela do Oriente. A mulher tem que ser esposa, viúva, ter filhos, ser madrasta, bisavó, avó, sogra, filha, filha adotiva, neta, irmã, sobrinha, nora ou cunhada de um Maçom permanente. Ela não pode ser menor de 18 anos.

Além disso ela deve ter fé em uma Entidade Suprema; apresentar um bom comportamento moral e ser capaz de estabelecer laços de amizade, fidelidade e fraternidade, de forma que o ambiente da Ordem seja repleto de paz e concórdia. A pessoa disposta a ingressar na Ordem precisa requerer um pedido formal, o qual levará sua assinatura e a de mais dois integrantes regulares do Capítulo.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_da_Estrela_do_Oriente
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_Internacional_do_Arco-Íris_para_Meninas
http://www.solbrilhando.com.br/_Maconaria/Entidades_Paramaconicas/Estrela_do_Oriente/01_O_Que_E.htm
http://www.solbrilhando.com.br/_Maconaria/Entidades_Paramaconicas/Estrela_do_Oriente/03_Como_Iniciar.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_Internacional_das_Filhas_de_Jó
http://www.glmb.com.br/estrela.php

Arquivado em: Sociedade