Responsabilidade Socioambiental

Por Fernando Rebouças
O conceito de Responsabilidade socioambiental, segundo o Conselho Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, é um compromisso permanente por parte dos empresários na adoção de uma postura e ações de mercado éticas, que contribuam para o desenvolvimento econômico de forma consoante com a qualidade de vida de seus clientes internos e externos.

A Responsabilidade socioambiental pode ser adotada por empresas públicas e privadas no objetivo de conciliar inclusão social e conservação do meio ambiente. É uma ação que vem sendo planejada e implementada com maios ênfase  desde os anos 90, apesar do remoto histórico do pensamento ecológico e lutas ambientalistas no mundo.

Produzir e distribuir seus produtos de forma global é uma das missões da Responsabilidade socioambiental, o que aumenta a conscientização de todos os envolvidos na empresa e sua responsabilidade perante a sociedade no uso comum do meio ambiente. Busca conscientizar e propor maneiras de produzir sem geram danos e riscos ao meio ambiente e à estratégia de mercado da empresa.

É uma forma da empresa responder a cobrança de seus consumidores/sociedade por produtos feitos de forma sustentável. Exige que a empresa revise seu modo de produção e padrões de consumo.  Dentre as principais ações lida com projetos de reciclagem, saneamento (incluindo o tratamento do esgoto industrial), reflorestamento, educação ambiental e coleta de lixo.

O conceito de Responsabilidade socioambiental deu seus primeiros passos na Constituição de Weimar, que tratava da Função Social da Propriedade. Em 1972, a ONU gerou a resolução 1721 do Conselho Econômico e Social, e no ano seguinte, o PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Documento que serviram para ampliar os debates, projetos e inclusão de medidas sustentáveis nas empresas.

Leia também:

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Responsabilidade_socioambiental