Favelas no Brasil

Por Fernando Rebouças
A primeira favela no Brasil, segundo dados do governo, surgiu no morro da Providência, no centro da cidade do Rio de Janeiro, em 1897. O morro da Providência fora ocupado inicialmente pelos soldados da Guerra de Canudos, e que exigiam do governo a casa própria como premiação.

Na época, o governo não tinha verba para a construção de casas autorizando que os soldados construíssem barracos de madeira no local. No mesmo ano, já havia surgido a favela do morro de Santo Antônio, no centro do Rio.

O morro de Santo Antônio fora destruído para construir o aterro do Flamengo, em 1960. Segundo o IBGE, mais de 10 milhões de pessoas vivem em favelas.

Estudos da ONU projetam que até o ano de 2020, haverá 1,4 bilhão de pessoas vivendo em favelas em todo o mundo, sendo 162 milhões na América Latina. Cerca de 52,3 milhões de pessoas vivem em favelas no Brasil.

Grande parte das pessoas que vivem em favelas brasileiras possuem renda média de até 3
salários mínimos. Grande parte das moradias construídas no Brasil, ocorrem de forma precária e em locais vulneráveis à enchentes e falta de saneamento básico.

O Brasil ainda carece de políticas habitacionais à todos os níveis de renda, e que subsidie a população para construção e reformas de moradias seguras e dignas.