Mudança social na Escola

Por Fernando Rebouças
A mudança social na escola pode ocorrer através do processo de descoberta, invenção, conjuntos, espontaneidade, liberdade e participação.

Descoberta – A descoberta é o conhecimento de algo que já existe. O aluno no momento em que entra em contato com conhecimentos já existentes e que constituem o patrimônio cultural da humanidade e que representam o sentimento de descoberta no aluno.

A invenção – É a soma do conhecimento já existente com o objetivo de obter um novo conhecimento resultante de uma nova experiência. A invenção pode ser incentivada por jogos em sala, processo de escrita, composição de arte visual e contato com a música e manifestações artísticas em geral.

Conjunto – A escola deve estar aberta para a comunidade, a cultura local e própria de cada aluno, e aberta para a realidade que a cerca como forma de integrar todos no conceito e elaboração de ensino.

Espontaneidade – O comportamento em sala quando é controlado e rígido num sistema de recompensa e punição, inibe o comportamento espontâneo, gratuito e que abre campo para a criatividade mais segura.

Liberdade – A liberdade não se ensina como matéria escolar, se aprende como consciência e na prática diária. A liberdade desenvolve um clima de respeito entre os pontos de vista e sentimento de livre expressão para aprender, escrever e criar.

Participação – O aluno deve ser estimulado a participar das aulas, do que ocorre em sala e fora dela, permitindo o aluno contribuir na escolha de assuntos e métodos de trabalho.