Transformação Isotérmica

Por Leopoldo Toffoli
Supondo que um gás tenha sido submetido a uma transformação na qual a sua temperatura foi mantida constante. Dizemos que ele sofreu uma transformação isotérmica. E considerando que a massa do gás também se manteve constante, concluímos que a pressão e o volume do gás foram as grandezas que variaram durante a transformação. Robert Boyle observou este fato e concluiu:

“Aumentando a pressão de uma massa fixa de gás provoca uma diminuição do volume ocupado e vice-versa, de tal forma que o produto entre essas duas grandezas permaneça constante”.

P . V = K

Transformação isotérmica é quando uma determinada massa gasosa sofre uma transformação à temperatura constante, o volume ocupado pelo gás é inversamente proporcional à pressão exercida.

Pi . Vi = Pf . Vf = K

Graficamente temos:

O gráfico de uma transformação isotérmica descreve uma hipérbole.