Estação de Monta

Por Débora Carvalho Meldau
A estação de monta (EM) é o período do ano que ocorre a exposição, aos machos, das fêmeas que estão em reprodução.

Esta prática não possui custos e é de fácil implementação. Tem por objetivo:

  • Otimizar os trabalhos de inseminação artificial (IA) e de monta natural;
  • Determinar melhores épocas para o nascimento e o desmame de bezerros, pois animais que nascem em épocas inadequadas acabam sofrendo mais devido à parasitas, pastagens de baixa qualidade para as matrizes, entre outros;
  • Facilita o controle zootécnico e sanitário do rebanho, devido à uniformidade do lote de bezerros;
  • Permite selecionar as fêmeas e machos que permanecerão no rebanho.

A adoção desta prática também auxilia numa recuperação mais rápida e, também, melhor das matrizes, pois terão um tempo maior até a próxima monta, isto é, quando comparado a fêmeas de rebanhos onde não há uma estação de monta definida. Desta forma, os machos também têm a possibilidade de uma recuperação total do touro, em consequência do longo período de inatividade. Sendo assim, os machos que não estão aptos à reprodução (inférteis ou subfertéis), podem ser identificados através do exame andrológico e substituídos antes da próxima estação de monta.

A escolha do período e da duração da estação de monta depende de diversos fatores, como por exemplo, o clima, a disponibilidade de pastagens, a finalidade da produção (animais puros ou comerciais), boa época para o nascimento dos bezerros e também, da idade das matrizes (EM de novilhas é mais curta).

O indicado é a que EM comece na época das chuvas, pois nessa época as matrizes apresentam uma condição corporal melhor. No caso do Brasil Central, recomenda-se o início desta prática no mês de novembro e término em janeiro. Quando há atraso das chuvas, pode também atrasar a EM. No caso de novilhas que possuem 280 kg aos 18 meses e 300 kg aos 24 meses, a EM pode ser realizada nos meses de abril e maio, parindo mais cedo e tendo tempo de se recuperarem para a próxima EM.

Quando o touro é mantido durante o ano inteiro com as matrizes, a EM pode iniciar-se em outubro e terminar em março, reduzindo-o gradualmente, para limitar o número de nascimento de bezerros. No terceiro ano de implementação da EM, esta redução deve chegar a três meses (novembro a janeiro).

Uma EM curta e bem definida torna-se muito importante, ao passo que se intensifica o sistema de produção, pois é ela que marca o sucesso do empreendimento.

Fontes:
http://www.cnpgc.embrapa.br/~eliana/informa/novembro99/monta.html
http://www.saudeanimal.com.br/estacao_monta.htm
http://www.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/divulga/GCD14.html