Ossos do braço

Graduação em Fisioterapia (Faculdade da Serra Gaúcha, FSG, 2014)

Os ossos do braço são um grupo de estruturas responsáveis pela composição dos membros superiores. Esses ossos são estruturas extremamente fortes, pois possuem grande funcionalidade em relação ao corpo humano. Por diversas vezes se denomina “braço” fazendo referência ao membro superior como um todo. Porém, é importante saber que o “braço” é considerado apenas o segundo segmento do membro superior, sendo este composto também pela cintura escapular, antebraço e ossos da mão.

Os ossos do braço. Ilustração: studiovin / Shutterstock.com

Os ossos do membro superior consistem em grupos específicos onde cada um desempenha determinados movimentos e funções, sendo estes:

1º segmento - cintura escapular: composto pela clavícula e escápula

  • Clavícula: responsável pela formação anterior da cintura escapular. Encontra-se logo acima da primeira costela, articulando-se diretamente com o manúbrio do esterno e com o acrômio da escápula. Encontra-se bilateralmente no organismo.
  • Escápula: responsável pela formação posterior da articulação da cintura escapular. Possui formato triangular, apresentando estruturas importantes para a formação articular. Encontra-se bilateralmente próximo às vértebras da coluna torácica.

2º segmento – braço: composto pelo úmero

  • Úmero: caracteriza-se por ser o osso mais longo presente em toda a extensão do membro superior. Conecta-se diretamente à cavidade glenóide, formando assim a articulação glenoumeral, além de se articular com o rádio e a ulna, formando assim a articulação do cotovelo.

3º segmento – antebraço: composto pelo rádio e ulna

  • Rádio: osso da porção lateral do antebraço, quando visto a partir da posição anatômica. Osso mais curto do membro superior, articulando-se com o úmero e ulna, formando articulação do cotovelo; articula-se com a ulna, formando a articulação rádio-ulnar; articula-se com o carpo, mais especificamente com os ossos escafoide e semilunar, formando a articulação rádio-cárpica.
  • Ulna: osso da porção medial do antebraço, quando visto a partir da posição anatômica. Na porção proximal, se articula com o úmero e rádio, formando a articulação do cotovelo; articula-se com a ulna, formando a articulação rádio-ulnar; articula-se de forma indireta com o carpo, onde através do ligamento colateral ulnar conecta-se mesmo que d forma distal aos ossos piramidal e pisiforme.

4º segmento – ossos da mão: composto pelo carpo, metacarpo, falanges

  • Carpo: dividem-se em fileira proximal e fileira distal. Na fileira proximal encontramos os seguintes ossos, visualizando da região lateral para medial: escafoide, semilunar, piramidal e pisiforme. Na fileira distal, com a mesma visualização da região lateral para medial encontramos: trapézio, trapezoide, capitato e hamato.
  • Metacarpo: constituídos por cinco ossos denominados metacarpianos, sendo estes numerados no sentido látero-medial (a partir da postura anatômica universal) em I, II, III, IV e V, sendo estes correspondentes aos dedos das mãos. São considerados ossos longos pois apresentam uma epífise proximal denominada base, uma diáfise, denominada corpo e uma epífise distal denominada cabeça.
  • Falanges: apresentam-se em grande número apesar de ser considerada uma estrutura com movimentos tão refinados. Apresentam-se em 14 falanges, com algumas particularidades. O polegar apresenta apenas duas falanges, sendo a primeira falange denominada proximal e a segunda falange denominada distal. As demais falanges, do segundo ao quinto dedo, apresentam três falanges, sendo estas denominadas como falange proximal, falange média e falange distal.

A inervação responsável pela estrutura do membro superior denomina-se plexo braquial, situado no pescoço e axila, formado pelos ramos anteriores dos quatro nervos espinhais cervicais inferiores (C5, C6, C7, C8) e do primeiro torácico (T1). Esses pares neurais tornam o membro superior extremamente importante, sendo utilizados em movimentos mais amplos e também no desenvolvimento da motricidade fina.

Os principais movimentos realizados pelo membro superior são:

  • Escápula: elevação, depressão, protração (abdução), retração (adução), báscula lateral, báscula medial;
  • Ombro: flexão, extensão, adução,abdução, rotação interna, rotação externa, circundução.
  • Cotovelo: flexão, extensão, pronação, supinação;
  • Punho: flexão, extensão;
  • Falanges: flexão, extensão, oponência.

Os movimentos realizados pelos ossos do braço. Ilustração: Blamb / Shutterstock.com

Leia também: