Qual a diferença entre Dízimo, Oferta, Voto, e Primícia?

“A este lugar fareis chegar os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta das vossas mãos, e as ofertas votivas, e as ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas” (Deuteronômio 12:6)

Dízimo – Fidelidade. Obediência a ordem de Deus para que seja entregue a décima parte da renda, em espécie (dinheiro) na Casa do Senhor para manutenção da Obra. E desta forma, há legalidade para repreensão do devorador, migrador e cortador. Não oferece alternativas como, por exemplo, doações para instituições de caridade, ou cestas básicas, etc.

Oferta – Prosperidade. Paga voluntária, podendo ser em dinheiro ou não, quelibera prosperidade na vida do cristão. Quando o cristão doa para a igreja um valor em dinheiro além dos 10% do dízimo, isto é uma oferta. Por sua vez, quando doa material, equipamento, até mesmo um tipo de serviço (por exemplo pintando paredes, concertando roupas, ou outro trabalho esporádico sem remuneração) que supre alguma necessidade da igreja, ou dos irmãos, isso também é uma oferta. De acordo com as escrituras, a oferta tem a função de uma semente, e dará seu fruto na estação própria. Quando o Senhor nos pede uma semente, Ele já tem uma colheita no coração para derramar sobre nós.

Voto - Compromisso feito com Deus por uma causa específica. Em geral, o valor de voto é estipulado por Deus, usando um profeta ou falando diretamente no coração da pessoa, geralmente, durante um culto ou campanha de oração. Os corações que são tocados a participar (ou seja, a fazer o voto) se comprometem a entregá-lo na casa do Senhor em uma ocasião específica. É um compromisso entre a pessoa e o Senhor. Um tipo de “oferta” que demonstra grande responsabilidade do cristão, pois de acordo com as escrituras sagradas, é melhor não fazer o voto, do que votar e não cumprir.

Primícia– Primeiro. Esta palavra significa “primeiro” e quer dizer que Deus está em primeiro plano. O cristão pode primiciar ofertando seus primeiros frutos a Deus de variadas maneiras. Alguns exemplos: 1) doando alimentos na igreja, em referência ao gesto de Abel, que adorava ao Senhor ofertando as primícias de seu rebanho, e elas subiam como cheiro suave... 2) na vida do líder, ofertando o valor correspondente a um dia de seu trabalho, em dinheiro, para que ele utilize como preferir. Neste caso, é uma forma de honrar a liderança, demonstrar gratidão pela unção a qual se submete. A primícia é uma espécie de essência, voluntária, primeiro fruto de um coração agradecido, da consciência de cada um.

Bibliografia:

A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.

Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Cristianismo