População do Piauí

Graduado em Geografia (UFG, 2017)

O Estado do Piauí, situado na Região Nordeste do Brasil, possui uma extensão territorial de 251.576,44 quilômetros quadrados, divididos em 224 municípios, tendo a terceira maior área do Nordeste Brasileiro e a décima primeira maior do Brasil. Seu território corresponde a 2,95% da extensão territorial do país.

Bandeira do Piauí.

Dados populacionais

Sua população estimada em 2018, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é de 3.264.531 pessoas, com uma densidade demográfica estimada em 12,40 habitantes por km². Suas cidades mais populosas são: Teresina – a capital do estado – (861.442 habitantes), Parnaíba (152.653), Picos (78.002), Piripiri (63.694) e Floriano (59.840).

Segundo dados do PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2017, 70,7% da população declarou ser parda, totalizando 2,2 milhões de pessoas. O número de brancos no Estado foi de 20,4%, equivalente a 658 mil pessoas. Pessoas que se declararam negras atingiram o índice de 8,7%, correspondendo a 280 mil habitantes. Amarelos e indígenas tiveram o índice de 0,2% no Estado do Piauí.

Atualmente o Piauí, segundo o Censo de 2010 realizado pelo IBGE, tem 66% da sua população morando em centros urbanos e 34% que residem em áreas rurais, se constituindo como o segundo estado que mais possui residentes na zona rural no Brasil, correspondendo a quase 1 milhão de pessoas. Perde apenas para o Maranhão que tem 37% da sua população morando em áreas rurais.

O Piauí é o estado brasileiro que apresentou um menor crescimento populacional entre os anos de 2012 e 2018 em todo país, em que segundo o IBGE durante esse período, o crescimento geral foi de apenas 1,6%, já que a estimativa da população em 2012 foi de 3,213 milhões de habitantes e passou para 3,264 milhões de pessoas em 2018.

O Estado, segundo o IBGE, será a primeira unidade federativa a sofrer uma redução em sua população, estimada para ocorrer a partir de 2032, podendo alcançar uma queda de 10%, com uma população estimada em 2.948.119 habitantes. Um dos fatores que culminam nessa possível redução é o índice reduzido da taxa de fecundidade da população e o maior envelhecimento, tendência já prevista para o restante do país.

Em 2018, a taxa de fecundidade do Estado foi de 1,76 filhos por mulher, que deve sofrer quedas nesse índice ao longo dos anos. Estima-se, segundo o IBGE, que em 2020, a taxa será de 1,75, em 2030 (1,71) e 2060 (1,69). Esses dados demonstram que para os próximos 40 anos, haverá uma redução no número de crianças nascidas no Piauí.

A migração piauiense

Outro fator que justifica a redução populacional do Piauí, é a migração. Segundo o IBGE, o Piauí é um dos estados que mais perdem população por conta da migração para outros estados. Isso é mais visível nas pequenas cidades do interior, sobretudo nas regiões semiáridas, onde alguns municípios carecem de infraestrutura, oportunidades de emprego e educação.

A maioria dos emigrantes piauienses, cerca de 30%, tem como destino o Estado de São Paulo, onde vivem aproximadamente 300 mil pessoas nascidas no Piauí. O segundo Estado que mais abriga piauienses é o vizinho Maranhão, com aproximadamente 180 mil pessoas. O Distrito Federal é outra unidade federativa muito procurada pela população piauiense onde estão cerca de 140 mil pessoas nascidas no Estado.

Índices socioeconômicos

O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado é de 0,646, sendo o terceiro pior índice do país, superando apenas o Maranhão (0,639) e o Alagoas (0,631). A taxa de analfabetismo, conforme o PNAD em 20178, foi a segunda maior do Brasil atingindo 17,8% da população acima de 15 anos que não sabem ler ou escrever um bilhete simples, bem acima da média nacional (6,6%).

Referente ao saneamento básico, o Estado do Piauí atende apenas 11,6% da população com redes de coleta de esgoto, índice que está bem abaixo da média nacional – pouco mais de 50% -.

O Estado também um possui um elevado índice de mortalidade infantil, onde ocorre a morte de 18,5 recém-nascidos a cada 1000 nascidos vivos, bem acima da média nacional 12,8 óbitos.

Leia também:

Referências:

https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2019/06/19/pi-tem-a-segunda-maior-taxa-de-analfabetismo-do-pais-de-pessoas-com-mais-de-15-anos-aponta-ibge.ghtml

https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pi/panorama

https://www.portalodia.com/noticias/geral/piaui-tem-a-segunda-maior-populacao-rural-do-brasil-96954.html

http://www.cepro.pi.gov.br/download/201306/CEPRO07_8a8208d146.pdf

Arquivado em: Demografia, Piauí