Dever de Capitão

O norte-americano Richard Phillips, habilitado oficial da marinha mercante dos Estados Unidos, tornou-se célebre em abril de 2009 ao se tornar cativo de um bando de quatro piratas somalis que quase dominaram à força o cargueiro Maersk Alabama, guiado pelo capitão até o porto do Quênia, Mombaça, na região leste da África.


Há uma controvérsia sobre a atuação do oficial na vida real. Parte dos seus tripulantes decidiu, após quatro anos do seqüestro, entrar com um processo contra o capitão e a proprietária do navio, no valor de US$ 50 milhões. Eles afirmam que Richard, independente de ter atuado de forma heróica nesse evento, deixou todos em perigo após infringir as orientações das marinhas inglesa e norte-americana, visando diminuir as despesas da firma para a qual trabalhava. Essas orientações prescreviam que ele deveria se manter distante do litoral somali.

Ele tinha como tarefa levar uma carga de alimentação de Omã, na Arábia, ao Quênia. Só que, para desempenhar esse papel, o capitão seria obrigado a cruzar uma das zonas mais letais do Planeta – o golfo de Áden, localizado ao norte da região litorânea da Somália. Estes mares eram infestados por piratas.

Tenha ou não se resguardado contra qualquer investida dos piratas, a verdade é que a embarcação e seus tripulantes ficaram à mercê dos quatro somalis. Sua atitude de seguir os piratas e permanecer com eles durante cinco dias em um bote salva-vidas lhe rendeu fama e muitas aparições na mídia internacional.

O resgate do capitão demandou um verdadeiro espetáculo protagonizado pela Marinha dos Estados Unidos e seu desfecho contou com três piratas mortos, após serem baleados por atiradores de elite, e a captura do quarto somali, conduzido para os EUA. Nesse país ele teve direito a um julgamento e foi condenado a permanecer preso por mais de 30 anos.

Antes disso, porém, houve no interior do navio um conflito psíquico entre o capitão e os somalis pela posse da embarcação e por manter a vida dos tripulantes. Este livro, no qual o autor narra sua visão dos eventos que se desenrolaram naquela época, ganhou uma adaptação cinematográfica na qual o oficial é interpretado por Tom Hanks. O ator teve a oportunidade de conhecer pessoalmente o herói em Vermont, região na qual Phillips reside ao lado da esposa. Os dois se encontraram durante uma partida de basquete.

Dever de Capitão foi publicado no Brasil pela editora Intrínseca.

Richard Phillips nasceu na cidade de Winchester, em Massachusetts, nos Estados Unidos, no dia 16 de maio de 1955.

Fontes:
http://oglobo.globo.com/cultura/dever-de-capitao-conta-versao-de-richard-phillips-10354475
http://livrosdoexilado.org/dever-de-capitao-richard-phillips/
http://en.wikipedia.org/wiki/Richard_Phillips_(merchant_mariner)

Arquivado em: Livros