Filho das Sombras

Na leitura dessa sequência  de A Filha da Floresta a autora insere pormenores que serão essenciais para a compreensão do terceiro volume. Esse desenrolar da trama está centrado particularmente na protagonista desse segundo livro. Sem detalhes desenvolvidos aqui e no primeiro volume da trilogia Sevenwaters, a compreensão da conclusão da série ficaria prejudicada. Embora cada história seja de certa forma independente da outra, com seus próprios desfechos, as narrativas se entrelaçam; daí a importância de se ler os livros na ordem.

A história é conduzida aqui por Liadan, a jovem filha de Sorcha, protagonista de A Filha da Floresta. Ela recebeu como herança materna o dom de interagir com os espíritos da floresta. Estas criaturas lhe confidenciam que para se alcançar a vitória definitiva contra os bretões, com a reconquista das ilhas Sagradas, é imprescindível que Liadan fique eternamente em Sevenwaters.

Nesta época a Irlanda está mergulhada em um confronto terrível com a Bretanha. No meio dessa guerra destaca-se um mercenário enigmático, o qual provoca destruição por onde passa. Ele está atravessando os territórios próximos da propriedade dos familiares da protagonista e provoca pânico em todos por sua brutalidade.

Tudo tem início com uma sequência de eventos nocivos que perturbam o clã de Liadan. Algo sombrio que todos acreditavam ter sido eliminado deseja voltar a conturbar o seu lar e a aniquilar os habitantes de Sevenwaters. Neste contexto, Liadan ainda não encontrou seu caminho no seio familiar, mas com o desenrolar destes fatos negativos ela aprimora uma espécie de dom que pode se transformar em algo abençoado ou em uma faculdade maldita.

É nesse exato momento que a história se repete. Como Sorcha tempos atrás, Liadan é aprisionada e passa a sentir uma atração cada vez mais intensa pelo ser sinistro que aterroriza a região, embora esteja ciente do que foi profetizado pelos Espíritos da Floresta. Somente na metade da narrativa o leitor saberá mais sobre esse personagem misterioso, o Homem Pintado. Nesse volume a protagonista não atravessa todo o martírio percorrido por Sorcha, sua mãe, mas há várias mortes na trama, inclusive de personagens queridos do leitor.

Juliet Marillier nasceu em Dunedin, na Nova Zelândia. Sua terra natal é repleta de elementos culturais escoceses, os quais a inspiraram na criação desta obra. Ela concluiu Licenciatura em Linguística e Música na Universidade de Otago. Com a trilogia Sevenwaters, que inclui Filha da Floresta, Filho das Sombras e Filha da Profecia, a autora conquistou várias premiações internacionais. Ela vem sendo considerada a sucessora de Marion Zimmer Bradley, que escreveu a série As Brumas de Avalon.

Fontes:
http://www.seja-cult.com/2013/09/resenha-filho-das-sombras.html
Juliet Marillier. Trilogia Sevenwaters. Livro 1. Filha da Floresta. Editora Butterfly, São Paulo, 2012.

Arquivado em: Livros