Rose na Tempestade

Esta é uma trama inusitada, principalmente para o leitor que normalmente devora histórias sobre bichos narradas por seus donos ou por qualquer outro humano. Aqui tudo se inverte. É Rose, uma cachorrinha da raça border collie, que conduz o enredo. Ela é a protagonista.


Mas, apesar da estranheza, é impossível deixar de lado esta leitura. Quando nós nos acostumamos com a leitura, ela flui de uma forma prazerosa e nos delicia com cada passagem protagonizada por Rose. Ela é uma cachorrinha que tem como função zelar por uma propriedade rural e pelos animais que lá vivem.

Ela não se importa nem mesmo com a intensa tempestade de neve que insiste em cair sobre a região na qual ela trabalha. Enquanto cumpre suas tarefas, Rose tece intrigantes meditações. Por sua mente passam várias questões, tais como a preocupação com o paradeiro de Katie, que ela não vê há algum tempo, apesar de farejar sua companhia em toda parte.

Rose também indaga a si mesma quem é o cão selvagem que aparentemente é seu amigo; por que a mula Carol fica paralisada até sob a nevasca que se derrama sobre a fazenda; e, a principal inquietação da cadelinha: o destino de Sam, desaparecido após certo estrondo.

No momento em que ela percebe a ausência prolongada de seu proprietário, cessam as reflexões engraçadas e muitas vezes precisas. A protagonista deve se concentrar em encontrar Sam e talvez até livrá-lo de algum perigo. Todavia, alguns obstáculos podem ser difíceis de transpor para uma simples cachorra.

O relacionamento dela com Sam é muito bonito. Porém, com o desaparecimento dele, durante um temporal, tudo se torna muito melancólico. A partir desse momento a tensão da trama se acentua. A cachorrinha conta tudo de tal forma que o leitor compartilha seus sentimentos, sensações e angústias na jornada de busca ao seu proprietário. O animal nos transmite um vigor contagioso.

Jon Katz é autor com presença freqüente na lista dos mais vendidos do The New York Times. Ele é famoso por suas histórias sobre bichos, o cotidiano rural e o estilo geek. O escritor mantém igualmente uma coluna no veículo The New York Times e na revista Rolling Stone.

Seus livros sobre animais surgiram assim que ele se tornou proprietário de um border collie. Este bicho transformou radicalmente sua existência. Graças a ele o autor decidiu residir em uma propriedade rural. Ele nutre uma paixão intensa por cachorros, porém é avesso aos cuidados exagerados que alguns donos conferem aos seus bichinhos de estimação. O escritor reside até hoje em sua fazenda, ao lado da esposa, de seus quatro cachorros, duas mulas e dois gatos.

Fontes:
http://www.editoranovoconceito.com.br/livros/rose-na-tempestade/
http://www.editoranovoconceito.com.br/autores/jon-katz
http://s2ler.blogspot.com.br/2013/11/resenha-rose-na-tempestade-jon-katz-ed.html

Arquivado em: Livros