Sombra e Ossos

A história tem início na terceira pessoa. Essa primeira parte apresenta ao leitor duas crianças que têm mais ou menos oito anos de idade. Alina Starkov e Maly são os protegidos do Duque Keramsov. O nobre benfeitor se destacou durante a guerra, a mesma que deixou a protagonista órfã. Já nessa época os amigos de infância são investigados por dois Examinadores enviados pelos Grishas, a nata da magia. A intenção é detectar se algum deles tem dons relacionados à Pequena Ciência.


A narrativa dá um salto e Alina passa a contar sua história na primeira pessoa. A paisagem também se modifica radicalmente. Agora a jovem é a cartógrafa da tropa integrada por Maly, que nela ocupa um posto privilegiado. Nesta nova etapa eles não são mais tão íntimos, embora a protagonista ainda conte com seu suporte e alimente por ele um sentimento indesejável.

Em uma das excursões à Dobra das Sombras, uma estranha área estreita na qual imperam as sombras e onde se ocultam os volcras, terríveis predadores, a garota presencia uma investida das criaturas ferozes contra Maly; ele sai do ataque cruelmente ferido.

Alina não se contém e sai em defesa do amigo, e de repente desperta dentro de si uma habilidade potencial que jamais imaginou possuir. Deste momento em diante ela é retirada do universo que lhe era familiar e enviada aos Grishas, então comandados pelo enigmático Darkling.

Este líder crê que, com o excepcional dom de Alina, será enfim capaz de eliminar a Dobra das Sombras. A protagonista se vê diante da necessidade de desenvolver suas habilidades como a única Conjuradora do Sol no plano dos vivos. E ela vai ser obrigada a se habituar a este novo estilo de vida, sem a companhia de seu inseparável Maly.

Logo descobrirá que nesse exótico universo as aparências enganam. As sinistras intimidações ao reino se intensificam, bem como o sentimento de Alina por Darkling. Nesse ínterim ela terá uma revelação que causará uma ruptura em suas emoções e em seu universo.

A autora criou uma trama singular e optou por produzir artifícios narrativos geniais. Ela joga com a sensibilidade do leitor e ele fica sem rumo, incapaz de definir quem está agindo de forma correta ou não. Tudo está envolto em uma aura de ambigüidade, porém em nenhum momento a leitura perde o ritmo ou se torna entediante.

Leigh Bardugo é israelense, nascida em Jerusalém. Mas passou sua infância em Los Angeles. Ela se graduou na famosa Universidade de Yale. Hoje a autora vive em Hollywood e passa o tempo atuando em diferentes campos profissionais. É a maquiadora artística L. B. Benson, a vocalista da banda Captain Automatic e a escritora.

Fontes:
http://livrosecitacoes.com/resenha-gutenberg-sombra-e-ossos-leigh-bardugo/
http://fabricadosconvites.blogspot.com.br/2013/07/news-editora-gutenberg.html#more
http://www.pluricom.com.br/clientes/grupo-editorial-autentica/noticias/2013/07/gutenberg-lanca-primeiro-volume-da-aclamada-trilogia-grisha

Arquivado em: Livros