Sistema Reprodutor dos Equinodermos

Por Débora Carvalho Meldau
Geralmente, os equinodermos são animais dióicos (sexos separados), com reprodução sexuada e fecundação externa que ocorre na água.  O desenvolvimento é do tipo indireto, havendo passagem por estágios larvais, como as larvas plúteo e biplanárias, sendo todas de vida livre e nadantes.

Esses animais possuem um extraordinário poder de regeneração. Na maioria das espécies, caso o disco central esteja intacto, algumas estrelas-do-mar conseguem se locomover e se alimentar com alguns braços a menos. Enquanto isso, os braços perdidos vão se regenerando por meio de divisões celulares.

Outras espécies, como os exemplares do gênero Linckia, podem se regenerar a partir do braço perdido.