Exército Livre da Síria

O principal grupo de oposição ao governo da Síria é o Exército Livre sírio. Os militares que o compõe estavam à frente dos confrontos travados na Guerra Civil Síria no ano de 2013.

exercito livre da siriaA criação do Exército Livre da Síria ocorreu no mês de julho do ano de 2011 após anúncio oficial do grupo. Ao final daquele ano, o contingente de soldados estava em uma faixa entre 25 mil e 30 mil militares. Após um ano de atividades, informações oficiais do exército confirmaram cerca de 40 mil deserções. Em 2013, o número de homens que formavam o grupo militar chegava ao número de 140 mil guerrilheiros treinados e prontos para conflitos bélicos.

Apesar das informações do Exército Livre da Síria, o número verdadeiro de combatentes do contingente é incerto. De acordo com alguns ativistas, o ELS vem perdendo membros gradativamente. Em sua maioria, os soldados descontentes desertam para a Jabhat al-Nusra, força militar síria descrita como "o braço mais agressivo e de maior êxito da força rebelde". Este grupo é considerado mais violento do que o Exército Livre  da Síria por apresentar uma ideologia mais próxima dos fundamentalistas islâmicos.

Porém, a origem do Exército Livre da Síria também foi originado por desertores do Exército Sírio oficial. Tais guerrilheiros resolveram criar seu próprio grupo armado por descordarem de certas ações do exército sírio como atirar em cidadãos que se manifestavam durante a realização da Revolta Síria. Os primeiros soldados desertarem no episódio em que o Exército Sírio foi enviado à Daraa para acabar com a onda de protestos que ocorria na cidade. De acordo com alguns jornalistas e manifestantes, parte dos soldados foram retirados do exército após se recusarem a atirar nos cidadãos revoltados.

Em vídeos que correram o mundo todo pela internet, populares da Síria aparecem auxiliando os militares que desertaram e foram alvejados após se recusarem a cumprir ordens oficiais. De forma gradual, o número de desertores foi crescendo cada vez mais, pois o governo fazia uso de armas letais para a repressão dos revoltosos e as utilizavam para sitiar territórios da Síria como Deir ez-Zor, Talkalakh, Hama e Baniyas.

Um grande montante dos soldados que se recusavam a cumprir ordens foram assassinados pelo Exército Sírio. No ano de 2011, para conter os excessos do exército, um grupo de oficiais se juntou a Riad al-Assad (militar sírio) e anunciaram a constituição do Exército Livre da Síria. O principal objetivo deste grupo armado é derrubar o governo sírio e ajudar na proteção dos manifestantes desarmados.

Fontes:
http://revistaforum.com.br/blog/tag/exercito-livre-da-siria/
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,exercito-livre-da-siria-rejeita-novo-primeiro-ministro,1012745,0.htm
http://movv.org/2011/11/25/multiplicam-se-os-ataques-do-exercito-livre-da-siria-contra-as-forcas-do-regime-de-assad/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Exército_Livre_da_Síria

Arquivado em: Atualidades