João-de-barro

O joão-de-barro (Furnarius rufus) é uma ave pertencente à família Furnariidae da ordem Passeriforme. Muito encontrado em paisagens abertas como campos, cerrados e pastagens, habita principalmente as regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste do Brasil. É encontrado também na Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia. Mede de 18 a 20 cm de comprimento e pesa cerca de 50 gramas. Possui coloração marrom avermelhada no dorso e coloração clara no ventre, com o queixo e o pescoço brancos. Alimenta-se principalmente de invertebrados como cupins, formigas e minhocas e é predado por outras aves como coruja caburé e tucano. Raramente forrageia em troncos ou galhos, se alimentando predominantemente no chão em vegetação baixa. Vive aos pares e não apresenta dimorfismo sexual.

A característica mais singular dessa espécie, e muito utilizada em sua identificação, é a nidificação. O joão-de-barro constrói ninhos compostos por uma base, paredes, teto abobadado e septo, cujas funções são dividir o espaço interno em vestíbulo (entrada) e câmara de incubação e bloquear a passagem de vento e predadores. Toda essa estrutura é feita de barro misturado com fibras vegetais, capim, pelos, cerdas e estrume. O casal geralmente escolhe galhos de árvores mais horizontais e grossos para fazer o ninho, e se reveza na sua construção, que pode durar um mês. Na falta desses locais, é comum a utilização de postes e telhados, o que pode trazer problema para a fiação elétrica local, pois os ninhos molhados em contato com dois fios podem provocar um “circuito fechado” e prejudicar as transmissões. Por serem aves fortemente territorialistas, acredita-se que ninhos muito próximos sejam construídos pelo mesmo casal em diferentes épocas reprodutivas ou até mesmo na mesma época, pois um mesmo casal pode construir vários ninhos ao mesmo tempo. Depois de terminado o ninho, a fêmea coloca de três a quatro ovos no período de setembro a fevereiro. A incubação leva cerca de 15 dias e por volta do vigésimo dia de vida os filhotes deixam o ninho. O sucesso reprodutivo do joão-de-barro pode ser afetado pela disponibilidade de alimento, taxa de fecundação dos ovos, predação de ovos e filhotes e disputa por ninhos e territórios.

A espécie Furnarius rufus possui cinco subespécies:

  • Furnarius rufus rufus: encontrado no Sul do Brasil, Uruguai e Argentina.
  • Furnarius rufus albogularis: encontrado no Sudeste do Brasil (Goiás, Bahia, Minas Gerais e São Paulo).
  • Furnarius rufus commersoni: encontrado no Mato Grosso e áreas adjacentes da Bolívia.
  • Furnarius rufus schuhmacheri: encontrado no Norte da Bolívia.
  • Furnarius rufus paraguayae : encontrado no Paraguai e no norte da Argentina.

Bibliografia:

Luiz Fernando de Andrade Figueiredo- A Reprodução do João-de-barro, Furnarius rufus (Gmelin, 1788): Uma Revisão- Bol. CEO N° 11, Janeiro de 1995

Arquivado em: Aves