Bill Gates

Por Ana Lucia Santana
Bill Gates nasceu na cidade de Seatlle, nos Estados Unidos, no dia 28 de outubro de 1955, e foi então batizado William Henry Gates III. Ainda bem jovem ele se transformaria em um dos mais bem-sucedidos empreendedores, ativista em prol de uma vivência humana mais saudável, escritor e, acima de tudo, o fundador, ao lado do amigo e parceiro empresarial Paul Allen, da Microsoft, a mais importante e popular empresa produtora de software de todo o Planeta. Ele foi um dos desbravadores no campo da criação de um produto que subverteria o modo de vida no mundo moderno, o Computador Pessoal ou PC.

O PC é um computador de tamanho pequeno e barato, próprio para a utilização individual ou de um grupo de pessoas de pequeno porte. Entre eles, estão os famosos desktops ou computadores de mesa e os notebooks. Graças ao sistema desenvolvido pela Microsoft, Gates detém hoje uma das maiores riquezas pessoais, avaliada aproximadamente em 50 bilhões de dólares.

O famoso mentor do universo da computação foi criado em uma família de classe média; ele era filho de um advogado a serviço de empresas poderosas, William H. Gates, e de Mary Maxwell Gates, professora universitária e gestora de bancos. Bill e suas irmãs estudaram nas escolas privadas de melhor qualidade da cidade. O jovem ingressou logo depois na aclamada Universidade Harvard; embora fosse um aluno excelente, não se graduou em Matemática e em Direito, deixando as disciplinas quando ainda cursava o 3° ano, para se devotar exclusivamente à Microsoft.

Ao completar 16 anos ele já exercia na Taito o papel de criador de software básico, utilizado em máquinas de fliperama. Atuou igualmente como investigador convidado na Universidade de Massachusetts; nesta ocasião, já ao lado de Paul, incrementou um software que tinha como objetivo decifrar fitas magnéticas que continham dados sobre trânsito de veículos, inseridos em um chip Intel 8008.

Gates, aos 19 anos, concebeu com seu camarada dos tempos de menino, Paul Allen, a empresa Microsoft, que logo se converteu em um dos maiores empreendimentos deste campo em todo o mundo. Ainda estudantes em Harvard, eles elaboraram um interpretador – programa que interpreta um código fonte de uma linguagem típica da programação decodificada e o transforma em um sistema de símbolos que pode ser realizado concretamente – do sistema BASIC para um dos PCs pioneiros na iminência de ser lançado ao mercado consumidor norte-americano: o Altair 8800.

Com o discreto êxito dessa criação, a dupla de empreendedores se aventurou a gestar a Microsoft, uma das pioneiras, mundialmente, a centrar seu objetivo em atingir especificamente o mercado de programas desenvolvidos para os computadores pessoais. Gates sempre foi visto como um sonhador, pois ousava jogar seus dados no campo do software quando todos só conseguiam perceber o brilho de um tesouro na seara do hardware. Ele logo adquiriu fama, também, de adversário pouco ético, por supostamente recorrer ao exercício do comércio traiçoeiro.

O mecanismo operacional gestado pela Microsoft, o MS-DOS, foi negociado em 1980 com a IBM e, depois, apesar da garantia de preservação dos direitos próprios, foi passado igualmente para os demais concorrentes. A partir da década de 90 o espaço virtual atraiu totalmente a atenção de Gates, por ser uma vereda ainda a explorar e em fase de crescimento; mais uma vez ele se posicionou na vanguarda com a elaboração do Windows.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bill_Gates
http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_397.html