Cândido Portinari

Mestre em Artes Visuais (UDESC, 2010)
Graduada em Licenciatura em Desenho e Plástica (UFSM, 2008)

O Mestiço.

O Mestiço.

Um dos maiores artistas brasileiros do século XX retratou com grande emoção a cultura, a infância, as mazelas e as questões sociais do Brasil, contribuindo para que a cultura brasileira fosse reconhecida em âmbito internacional. Cândido Portinari nasceu no interior de São Paulo numa cidadezinha chamada Brodowski em 30 de dezembro de 1903. Filho de imigrantes italianos teve uma infância pobre numa fazenda de café. Desde muito cedo já expressa gosto pela arte, começando a pintar com nove anos de idade.

Portinari participou ativamente, ao lado de escritores, poetas, jornalistas e artistas, da vida cultural e política do país e das mudanças estéticas as quais passava o Brasil no começo do século XX.

Lavrador de café.

Lavrador de café.

Em sua trajetória como artista ganhou muitos prêmios em salões de artes e morou na França no ano de 1930 após ganhar o Prêmio de Viagem a Europa, lá aproveita para visitar inúmeros museus e estudar bastante. Portinari retorna da Europa, animado para pintar quadros exaltando a cultura brasileira, seu povo, sua natureza e sua história. Além de retratar as questões sociais de seu país, Portinari é bastante influenciado pelos movimentos artísticos da Europa como o Cubismo e o Surrealismo. Grande admirador de Picasso, após conhecer a obra Guernica, suas obras começaram a apresentar um caráter de denúncia com relação às questões sociais do Brasil. Seu interesse foi desde o início criar uma pintura baseada nos tipos brasileiros.

Em 1935 recebeu um Prêmio em Nova Iorque pela sua obra denominada Café. A partir daí seu nome e sua obra começaram a ganhar dimensões internacionais. Em função disso, começou a receber propostas de trabalho em todo mundo, pintou os painéis Guerra e Paz da sede da ONU em Nova York e o mural da Biblioteca do Congresso de Washington. Ainda no Brasil pinta vários painéis para o novo prédio do Ministério da Educação e Cultura.

Retirantes.

Retirantes.

Firme em sua temática sobre a cultura e as questões sociais do país entre suas obras mais marcantes estão: Mestiço; Favelas; O lavrador de café; O sapateiro de Brodowski; Meninos e piões; Lavadeiras; Grupo de meninas brincando; são Francisco de Assis; A primeira missa no Brasil; Tiradentes; entre outras.

Em seis de fevereiro de 1962, Cândido Portinari morreu aos 58 anos vítima de intoxicação em função das tintas que usava.

Referências bibliográficas:
Projeto Portinari. Disponível em: < http://www.portinari.org.br/#/pagina/candido-portinari/apresentacao >.

Cândido Portinari. Disponível em < http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10686/candido-portinari >.

Arquivado em: Biografias, Pintura