François Rabelais

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

François Rabelais foi um escritor, médico e padre francês do século XVI.

François RabelaisNascido na cidade francesa de Chinon no ano 1494, François Rabelais foi um sacerdote que não apresentava muita vocação para o ofício. Era, no entanto, homem muito estudioso e tinha grande apreço pelo conhecimento. Sua abertura para o mundo o destacou em seu tempo, já que era ousado e não tinha receio das reformas, pelo contrário, as encorajava. Antes de tornar-se um monge franciscano, acredita-se que Rabelais tenha estudado Direito e daí em diante tenha se aproximado do movimento humanístico. Existem correspondências trocadas entre ele e Erasmo de Roterdã, por exemplo.

Por volta dos 27 anos de idade, François Rabelais se mudou para o convento de Puy-Saint-Martin, onde passou a receber ordens sacras. Simultaneamente, seu lado humanista também se evidenciou e ganhou popularidade entre os homens de seu tempo como tal. De grande estudioso Rabelais passou a escrever seus textos também, os quais repercutiram rapidamente. Suas narrativas cômicas marcadas pela sátira religiosa ou mesmo o humor escatológico, contudo, não agradavam muito aos homens de fé e algumas figuras públicas de seu tempo, causando precedentes para algumas perseguições. A insatisfação de alguns contemporâneos com seus textos chegou ao ponto de Sorbonne confiscar seus livros. François Rabelais foi, então, transferido para a ordem dos monges beneditinos.

François Rabelais interessou-se também pelo estudo da Medicina. Sua dedicação o tornou médico na cidade de Lyon. Mesmo perseguido, continuou escrevendo seus livros. Graças à afinidade desenvolvida com o cardeal Joachim du Bellay, ele se salvou de outros confiscos. Mas Rabelais, que já não tinha muita vocação para a vida religiosa, estava insatisfeito com a perseguição e com a vida religiosa. Ele obteve permissão para abandonar o hábito e conseguiu, assim, dedicar-se com mais afinco à Medicina, ciência na qual se doutorou. Sua produção literária, por sua vez, se tornou mais ácida e a publicação de Tier Livre, em 1546, o obrigou a se refugiar em Metz e, mais tarde, em Roma. O cardeal Joachim du Bellay ainda era seu grande protetor, evitando que sofresse problemas maiores.

A produção de François Rabelais é caracterizada pela riqueza vocabular e a destreza que apresentava para falar dos problemas de sua época. Sua pretensão era libertar as pessoas de superstições e tradições fantasiosas da Idade Média. Rabelais acreditava no homem e em suas capacidades e estava saturado de romances de cavalaria, do espírito escolástico e de um sistema educacional muito preso ao mundo medieval. Como homem erudito e aberto ao progresso, François Rabelais é considerado por alguns como precursor do anarquismo por ter escrito uma narrativa utópica de um local que não tinha governantes ou governados.

Faleceu em Paris no dia nove de abril de 1553.

Fontes:
http://global.britannica.com/EBchecked/topic/22753/anarchism/224798/Anarchism-in-the-arts
http://revistas.univerciencia.org/index.php/revistaemquestao/article/viewArticle/3629
http://www.revistafenix.pro.br/PDF15/Resenha_03_ABRIL-MAIO-JUNHO_2008_Andre.pdf

Arquivado em: Biografias